Defesa & Geopolítica

IAF confirma que que o comandante da ala aérea Abhinandan Varthaman derrubou o caça F-16 do Paquistão e foi abatido na sequência

Posted by

Tradução e adaptação- E.M.Pinto

Ainda numa controvérsia do disque me disque, desta vez, as palavras do próprio aviador indiano confirmam o abate do F16 paquistanês, numa matéria assinada pelo India Today,

Shiv Aroor especialista militar e jornalista indiano afirma que Abhinandan Varthaman tinha disparado um míssil R-73 contra o F-16 paquistanês.

A informação havia sido divulgada antes pelas principais fontes da IAF que alegavam o uso dos caças do Paquistão na ofensiva aérea.

As principais fontes da Força Aérea Indiana (IAF) confirmaram oficialmente que o Comandante da Ala Abhinandan Varthaman abateu um jato F-16 no Paquistão em 27 de fevereiro.

Abhinandan havia disparado um míssil R-73 antes que seu MIG 21 fosse atingido por um míssil AMRAAM lançado por outro caça F16.

As principais fontes também revelaram para a India Today TV que Abhinandan foi o único piloto da IAF que disparou um míssil durante o combate a curta distância (Dogfight). Em sua última transmissão de rádio antes que a Força Aérea do Paquistão atacasse sua aeronave, Abhinandan confirmou que ele havia engajado uma aeronave paquistanesa.

O Comandante da Ala da IAF foi capturado pelo Paquistão, mas teve que ser libertado em apenas três dias devido à crescente pressão diplomática sobre o Paquistão. Desde o seu retorno, o aviador recebeu elogios por mostrar tal valor depois de ser capturado.

Depois de retornar ao país, Abhinandan passou por uma série de exames médicos e está atualmente se recuperando dos ferimentos causados durante a ejeção.

Enquanto isso, a situação entre a Índia e o Paquistão continua tensa após a escalada do conflito intensificado entre as duas nações que começou depois que o grupo terrorista Jaish-Mohammed, baseado no Paquistão, realizou um ataque a bomba, matando pelo menos 40 soldados paramilitares da Força de Polícia da Reserva Central em Pulwama, no sul da Caxemira.

Muitos países, incluindo os Estados Unidos, apoiaram a posição da Índia no confronto e advertiram o Paquistão para eliminar os grupos terroristas que atuam em seu território.

One Comment

  1. muttley says:

    O problema politico caso o Paquistão confirme o uso de F-16 contra a Índia parece ser grande, e não estou dizendo nem que foi abatido. Os EUA venderam o F-16 para fins defensivos, chega a ser surreal se tratando de Paquistão versos Índia.
    Caso o tal abate se confirme (eu particularmente acredito que tenha ocorrido) não há problema algum, o F-16 vai continuar sendo um caça formidável que acumulou inúmeras vitorias ao longo de sua historia. O Mig-21 é modernizado, mira no capacete conta muito, o míssil R-73 (foi ele quem abateu) foi concebido para enfrentar o F-16 além de outros e a a Força aérea indiana treina para enfrentar o esse caça desde sua chegada no Paquistão. Se fosse um abate a canhão até dava para fazer piada mas com esses misseis que viram 50 ou 60 graus como o R-73, os mais modernos prometem 180 graus, o combate a curta distancia meio que nivela. Esse episodio nos mostra que uma boa doutrina e muito treinamento contam bastante, coisa que Israel tem mostrado a muito tempo.

    Sds

shared on wplocker.com