Menu
Seções
Exército entrega 100 fuzis para batalhão da PM no Rio de Janeiro
23 de maio de 2018 Uncategorized

O Gabinete de Intervenção Federal (GIF) das Forças Armadas na segurança pública do Rio de Janeiro, entregou hoje (14) 100 fuzis, calibre 7,62 ao comando do 14º Batalhão da Polícia Militar (Bangu), na zona oeste do Rio. De acordo com o GIF, a doação faz parte das medidas emergenciais previstas para recuperar a capacidade operacional do batalhão.

A unidade militar é responsável pela área da Vila Vintém, que integra projeto piloto da intervenção federal. Ações sistemáticas vêm sendo implementadas na comunidade desde fevereiro e já resultaram em 21 prisões em flagrante, recuperação de 844 motos e 791 carros, além da apreensão de 892 quilos de maconha, cocaína e crack.

Segundo as Forças Armadas, as ações sociais na comunidade também permitiram 13.470 atendimentos. Além disso, 250 policiais militares que integram a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Vila Kennedy, que está em processo de transformação em Companhia Destacada, passaram por uma reciclagem com instrutores do Exército e da Polícia Militar.

Fonte: Agência Brasil

"34" Comments
  1. BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA

    Tem que entregar os fuzis e um aval junto para utiliza-los contra a marginalidade… sem isso não valem de nada… é enxugar gelo… que falta nos faz um DUTERTE !!!…

  2. Meu deus!
    Mais vítimas civis, pois os PMs não possuem controle psicológico e se possuem o perde em conflitos com a criminalidade.
    E a população civil de bem ficam em fogo cruzado nessa situação.
    Calibres como 7.62 mm e 5.56 são extremamente potentes, e infelizmente a população carente das ocupações do Rio não possuem dinheiro para blindar suas casas.

    • então pede para os traficantes entregarem seus fuzis. Isso vc não quer né?

    • E por isto eles devem ser entregues a própria sorte sem condições de contrapor os vagabundos ?

      A hora que população carente cansar de ser refém de bandido, quem sabe nem fuzis serão necessários para ir buscar os marginais em casa.

    • Realmente , quem age com frieza e controle quando entra numa área de risco é vc , kkkl, entra através dos olhos das câmeras pois o bundao continua no sofá!

    • Oque vc sugere? Quer que residem tiros de 7mm com flores e paetês, deixe de ser castrado , cagar pérolas qualquer imbecil politicamente idiotizados faz , apresente soluções realistas e não fantasiosos , se conseguir, logicamente !

    • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA

      Essa é a resposta mais CRETINA que eu já vi por aqui… parabéns, fox… vc conseguiu se superar na cretinice esquedopata…

  3. Fora do contexto mas vale citar: A investigação sobre o vôo MH 17 concluiu que o mesmo foi derrubado por uma bateria de mísseis BUK pertencente ao 53º brigada de mísseis antiaéreos sediada em Kursk. Isso não apenas demonstra a responsabilidade russa no evento como comprova o envolvimento do Kremlin com os separatistas

    https://istoe.com.br/voo-mh17-foi-abatido-por-missil-russo-diz-investigacao/

  4. A maioria dos posts !
    Não estou afirmando que os fuzis não devam ser repassados a PM, só estou abismado o ponto que chegou a situação do povo descente carioca.
    Re afirmando a maioria formada por gente descente e trabalhadora, que está expostas a bandidos de diversos tipos.
    Em países sérios, a simples menção de se apontar uma arma para um policial, já se consegue pena alta.
    Assim como quando o policial mata um inocente vai para cadeia comum.
    No japão, a policia nem arma usa, cabendo armamento apenas paras as sof,s policiais.
    Mas no Brasil com esse judiciário parcial, que condena marginais perigosos como corruptos a prisão residencial sem devolução de recursos a população.
    Expõem homens de coragem e honra como a maioria dos policiais ( nem todos), a situações de extremo risco, sem coletes com placas de cerâmica, capacetes etc..
    A bandidos hiper bem armados e que recebem induos diversos em sistema que não recupera ninguém.
    Fica complicado mesmo!

    • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA

      Não tem nada de complicado… se vc não quer entender que estamos em GUERRA, problema seu.. como em toda guerra, baixas civis são parte do problema… culpa de seus cumpanheiros que por 34 anos deixaram a coisa chegar a esse ponto por entenderem que a marginalidade fazia parte de seu corpo revolucionário… crime de LESA PÁTRIA contra a sociedade brasileira…

    • Primeiro a imensa maioria do povo fluminense não é descente, segundo , o Japão não é algo que se deve usar como parâmetro, por motivos tão óbvios que até meus coliformes fecais sabem , portanto , bala nos socialistas travestidos de traficantes !

  5. BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA

    A que ponto chegamos !!!… seria cômico se não fosse trágico: “Traficante utiliza drone para vigiar facção rival na zona norte da cidade.”… FONTE: https://odia.ig.com.br/rio-de-janeiro/2018/05/5543089-chefe-do-trafico-usa-drone-para-vigiar-faccao-rival-em-parada-de-lucas.html#foto=1

  6. Esquerdice deveria pagar imposto!

    Voltando ao assunto… restaurar a capacidade operacional , a moral da tropa e criar um sistema de soldos decente é fundamental para vencer os criminosos

  7. Assim como direito burrice, capital idiotice e todos os que condem um lada da situação sem enxergar o todo.
    O problema do Rio começou quando soldados que foram combater Lampião com a promessa de que quando voutassem receberia terras.
    Mas como promessas de políticos de qualquer lado nesse país nunca valeu nada, não receberam as terra e tiveram que morar nas encostas dos morros.
    Para os desmunidos de inteligência, o nome dado as comunidades denominadas de Favelas, derivam de uma vegetação do serrado nacional de mesmo nome.
    Como se 34 anos conseguisse causar os estragos de mais de 500 anos de governos corruptos e lesa a pátria, isso sem contar no período imperial.
    Antes que digam, não sou capitalista, comunista, socialista ou P nenhuma, como já havia dito ao dementado do Blue Yes, mas como demência vem de berço e não tem cura, e está se mostrando contagiosa, deixa quieto.
    Que viva com seu ópio ideológico, separatista, preconceituosos e idolatre seu todo poderoso Deus dinheiro !

    • O Problema começou com um senhor chamado Leonel Brizola.

      • Olha a Unidus du Vitimismo aí gente.
        Vamu qui vamu na avenida.
        É nóis vitima carioca tudu com samba no pé,
        Fumando um baseadinho né né né,
        Acende mais um pra nóis seu Zé.

        Hell de Janeiro – Não precisa achar culpados isolados e já mortos até. O problema, está bem vivinho, é a classe alta e média carioca que consome caminhões de drogas sem parar. E sem dar sinal sequer que vai maneirar.

    • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA

      Doe sua renda pra mim, Fox… sou um coitadinho necessitado… já que vc é tão dado a resolver os problemas dos demais cidadãos brasileiros… vais garantir seu quinhão no céu… melhor pra mim do que para o sindicato da ORCRIM ou pro Valdomiro Santiago… rsrssrsrsrsrrssss… mas vc tem razão… 500 anos de chifres não foram resolvidos nem em 2002, quando o Brasil foi descoberto, que dirá nos 14 anos posteriores… 🙂

    • Autoanálise, realmente não é nada , mas as vezes se esquece e discorre sobre piegas!

    • Roberto Medeiros

      Caro Foxtrot.
      Gostaria q vc nos esclarecesse que tropa foi essa q foi combater Lampião e depois regressou para o RJ.
      Detalhe: quando Lampião nasceu, já existia favela no Rio de Janeiro.
      Conselho para vc: Ao invés de ficar repetindo este discurso esquerdista de m***a, procure estudar um pouco o assunto, antes de comentá-lo. Talvez assim vc descubra q os culpados desse problema todo de Crime Organizado. O Brasil (e em especial no RJ) são justamente essa turma da canhota que vc segue.

  8. Agora que esse Exercito lixo vem entregar fuzis, mas é esse mesmo exercito lixo que não deixa as polícias comprar uma simples Glock. Nos obrigam a usar Taurus/Imbel. Um exercito amador, cheio de guerreiros teóricos.

    • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA

      INFELIZMENTE, tu tens razão… as nossas FAs ainda pensam como os positivistas de então… quem não é militar não tem direito a nada… o grande erro da república que eles inauguraram mas não souberam manter exatamente por esse tipo de mentalidade corporativista, quando eles deveriam ter como premissa servir não os governos e sim a sociedade brasileira… governos passam… a nação continua…

    • Sendo leviano novamente, há 8 estados na federação que encomendaram armas importadas , aqueles que não fizeram não o fez por falta de recursos , saia do século 19 !

      • Encomendar é uma coisa. O Exercito liberar é outra. O BOPE/ RJ encomendou um carregamento de armas para usá-las no PAN (2006). A muito custo e até precisando da intervenção direta do Governador junto a presidencia da Republica, chegaram para a Copa (2016)

  9. Eu não consigo entender a lógica do Exercito e seus generais malucos. Ainda brigam e se sentem ofendidos em admitir que houve golpe militar e que executaram pessoas que eram contrárias as ideias deles. Se houvesse um único general sensato nesse exercito amador ele admitiria que deram um golpe militar (na verdade vários ao longo de nossa história), mas os tempos eram outros, vivíamos sob a ameaça do comunismo e éramos manipulados pelos Estado Unidos. Que houve torturas e mortes praticadas pelas forças armadas e de igual forma houve crimes praticados pelos opositores do regime que buscavam por meio da luta armada um governo comunista. Simples assim, mas ficam negando o óbvio. Ou argumentam que os “subversivos’ praticavam terrorismo, como se o Estado devesse se igualar ao criminoso que combate. Se estivessem preocupados com a segurança pública deixariam ela para as polícias, afinal, o que esses generais virgens e seus guerreiros de cinquenta disparos sabem de segurança pública? Deveriam deixar as polícias escolher as armas que precisam e as viaturas, mas controlam tudo isso e agora fazem média doando esses fuzis pré históricos. Me apontem um exército profissional com experiência de combate de verdade (patrulhar bolsões de misérias no Haiti não é experiência de combate) que usa fuzil FAL.

    • O mesmo discursinho bolchebosta, certamente os militares são obstáculos para suas ações criminosas , aliás todo canhotonto que faz críticas idiotas contra os milicos estão envolvidos com o crime organizado , realmente vc não sabe de muita coisa , a ideologia criminosa te emburrece ! Depois do teatrinho do seus iguais invadindo festinha de aniversário e implantando armas para criminalizar os tais milicianos kkk , a credibilidade que a polissa civil não tinha , ficou anos luz mais distante!

  10. Cara a diferença entre militares e civis é que civis admitem erros e aceitam críticas, militar só aceita a versão deles dos fatos.
    .
    A Polícia Civil não condena ninguém, nós investigamos e quando há INDÍCIOS de autoria e certeza de materialidade fazemos o INDICIAMENTO do investigado e encaminhamos ao Poder Judiciário, onde o juiz analise se os INDÍCIOS de autoria são suficientes para uma sentença penal condenatória. Se o juiz entende que os indícios não são suficientes para condenar o investigado, isso não quer dizer que o investigado não tenha cometido crime, mas que em matéria penal vigora o princípio “in dubio pro reo”.
    .
    Se o poder judiciario entende que não há indícios de autoria de crimes para pessoas que participam de uma festa regada a cocaina, com MILICIANOS (militares criminosos) armados de fuzis, onde pelo menos cinco foram mortos em troca de tiros com a polícia (não foram mortos ajoelhados, nem se “suicidaram” nos depoimentos nos quarteis, como os militares fazem), a Polícia Civil não irá cercarar o forúm e ficar ameaçando as pessoas nas redes sociais.
    .
    Dizer que a polícia civil plantou as armas no local é muita canalhice. Essa é a forma de atuação dos militares e não dos civis. Os militares brasileiros tem como modelo de militarismo o francês, mas não o modelo usado na metropole e sim o usado pelo exercito frances na Indochina e Argelia.
    .
    Quando terminar essa intervenção fake no Rio de Janeiro veremos os resultados obtidos.
    .
    Essas velharias (FAL) serão tão úteis quanto buzina em avião.
    .
    Criminalidade se combate com investigação, mas nossos governantes incompetentes e nossos generais virgens acham que se combate com militares. Há décadas se investe em polícias militares e aumento de efetivos das PMs, o resultado está aí. “A maior loucura do ser humano é fazer as coisas do mesmo jeito e esperar resultados diferentes”.
    .
    Por mais contraditório que possa parecer, o único governo que investiu em polícia judiciaria (investigativa), foi o governo do Lula que equipou a Polícia Federal e a PF se transformou na potência que é hoje. Nos Estados, os governadores temem equipar as policias civis e terem o mesmo destino do Lula, por isso, investem nas PMs que no máximo vão agir como capitães do mato, caçando pretos pobres.
    .
    Dizer que as polícias não importam armas por falta de recursos é muita ignorância de sua parte. Uma GLOCK importada custa três vezes menos do que uma Taurus 24/falha sete.
    .
    O Exercito que controla o número de armas, efetivos, viaturas e coletes das polícias através da inspetoria geral das polícias.
    .
    Se os generais fossem sinceros diriam que segurança pública é coisa de civis e que militares tem atribuições diferentes e não possuem expertise para atuar nessa área, mas vão lá e se metem onde não entendem, apenas para manter as aparências e demonstrar uma necessidade para o país que não possuem.
    .
    Se houver uma greve de lixeiros e o governo perguntar a um general ele afirma que o exercito tem condições e estar apto a fazer a coleta de lixo.
    .
    São todos vacas de presépio, aceitam tudo de cabeça baixa, mas quando vão pra reserva falam para caramba.
    .
    O Rio de Janeiro é o lugar sem guerra declarada que estar há mais tempo com militares nas ruas e o que mudou nesses mais de trinta anos?
    .
    Os militares seriam úteis nas fronteiras para impedir a entrada de armas e cocaína no país.
    .
    O Brasil nao produz cocaína, no maximo, refina. Toda cocaína consumida no país vem de fora, mas cuidar das fronteiras os grandes generais estrategistas nao sabem.

  11. Desculpe caro amigo JCláudio, mas nunca ouvi falar em meleciano que não sabe manejar armas de fogo, não tiveram ou tem treinamento militar e que trabalham de carteira assinada, sem faltas a mais de 2 anos e com ótimas referências do patrão.
    Nesse caso específico, lógico que havia infratores alí, mas que todos eram não se procedo.
    Na minha modesta opinião, vocês cometeram um tremendo erro nessa operação e para não ficar feio, prenderam todos.
    Deveriam ter feito o dever de casa e separado o joio do trigo.
    Também nunca vi um miliciano com deficiências pinacológicas rsrs.
    Em países onde a polícia científica é mais exigida, muitas das provas circunstâncias colhidas em crimes nacionais seriam descartadas.
    Houve despreparo e muito oba oba nessa operação.
    Condenações baseadas em depoimentos duvidosos e conflituosos de testemunhas,
    provas colhidas de forma inadequada etc…

  12. Em uma coisa concordamos, segurança pública não se combate com força de ocupação e sim com um misto de ocupação do aparato de segurança do estado ( polícias civis e militares), educação, saúde, saneamento básico, emprego e renda etc..
    Ou seja, estão montando o circo há anos na cidade do Rio de Janeiro, agora estão penando com a “queima de fogos”.
    Sem o estado ocupar a lacunas deixadas ha anos e muitas das vezes ocupadas pelo crime organizado, não adiantará de nada colocar um soldado em cada porta; pois assim que eles saírem o crime toma conta de novo ( isso se não o fizer enquanto o soldado estiver lá).
    Me lembro bem que com a reativação da industria naval no Rio na época do então presidente Lula, o Rio viveu um período de relativa paz.
    Pois o povo tinha emprego e renda, após a desativação (mais uma vez) da industria naval e do petróleo voltaram ao inferno que sempre viveram!

  13. FOXTROT,
    .
    De acordo com as regras do concurso de pessoas do Código Penal, alguém pode ser autor, coautor ou partícipe de um crime, por isso, o fato de ter trabalho fixo e trabalhar todos os dias não é impeditivo de responder criminalmente com os milicianos.
    .
    Sou contrário a militarização da segurança pública, mas não quer dizer eu esteja certo. Posso estar errado. Temos forças militares que não são preparadas para fazer as proprias funções (guerra) e se acham aptas a fazer segurança pública. Uma piada.
    .
    Grande abraço.

Comentários estão fechados
*