Categories
Defesa Geopolítica Rússia

Rússia envia mísseis para exclave no Báltico

Lituânia vê ameaça na presença de arsenal, que é capaz de transportar ogivas nucleares, em Kaliningrado. Kremlin argumenta ter direito soberano de enviar armamentos para qualquer parte de seu território.

Míssil russo Iskander, capaz de transportar ogivas nucleares

Após denúncia da Lituânia, que acusou a Rússia de instalar de modo permanente mísseis capazes de transportar ogivas nucleares no exclave de Kaliningrado, no Mar Báltico, Moscou reiterou nesta terça-feira (06/02) que tem o direito de enviar armamentos a qualquer parte de seu território, dizendo se tratar de uma questão de soberania.

Nesta segunda-feira, a presidente da Lituânia, Dalia Grybauskaite, afirmara, após visita às tropas da Otan na cidade lituana de Rukla, que mísseis Iskander estão sendo posicionados em Kaliningrado de forma permanente. Ela disse se tratar de uma ameaça a seu país e a outros membros da Otan na região, como a Polônia, Letônia e Estônia, mas também à metade do continente europeu. Kaliningrado faz fronteira com a Polônia e a Lituânia.

O presidente do Comitê de Defesa do Parlamento russo, Vladimir Shamanov, confirmou a instalação dos mísseis, afirmando se tratar de uma resposta ao reforço dos contingentes da Otan próximo às fronteiras da Rússia. O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou que o envio de armamentos e unidades militares dentro do território russo é uma questão de soberania da Federação Russa.

“A Rússia jamais ameaçou e não está ameaçando ninguém. Naturalmente, a Rússia tem esse direito soberano. Não deveria ser motivo de preocupação para ninguém”, disse Peskov.

Apesar das palavras do porta-voz, o envio dos armamentos a uma região próxima dos territórios dos países-membros da Otan é visto como uma ameaça, numa época em que as tensões permanecem altas entre Moscou e os países da região após a anexação da península da Crimeia pela Rússia, em 2014.

O ministro do Exterior da Letônia, Edgars Rinkevics, disse que o envio de armamentos a Kaliningrado deu novo impulso às conversações sobre aumentar as capacidades da aliança militar. “Isso significa que tudo o que conversávamos na conferência da Otan em julho – a necessidade de reforçar a defesa aérea, a cadeia de comando e muitas questões sobre a defesa de nossa região – se confirmou pelas ações práticas da Rússia”, observou.

O Kremlin alertou em diversas ocasiões que enviaria os mísseis Iskander ao enclave no Báltico em resposta à instalação de sistemas americanos antimísseis no Leste Europeu. Os Estados Unidos afirmam que os equipamentos antimísseis têm como objetivo evitar possíveis ataques iranianos, mas, segundo Moscou, eles estariam apontados para seu território.

No ano passado, a Otan colocou quatro batalhões multinacionais na Polônia e nos países bálticos, numa medida que chamou de preventiva.

Fonte: DW

Edição: Plano Brasil

 

DefesaGeopolíticaRússia

 

Categories
Uncategorized

Iveco Veículos de Defesa entrega ultimo lote de veículos blindados LMV para a Noruega

Iveco Veículos de Defesa entregou o quarto e último lote de 62 veículos blindados leves (LAV) para a Agência Norueguesa de Material de Defesa (NDMA).

A cerimônia de entrega foi realizada na sede da Iveco Veículos de Defesa em Bolzano, na Itália, com a presença do Brigadeiro General Morten Eggen, Chefe da Agência de Material de Defesa, Divisão de Sistemas de Terra. Este pedido constitui a quarta aquisição de blindados LAV pelas Forças Armadas da Noruega, que tem operado extensivamente o veículo em missões no exterior.

O Brigadeiro General Morten Eggen

O LAV de quarta possui melhorias em seu design de veículo Light Multirole. Entre as melhorias estão uma nova transmissão, que oferece maior desempenho e um novo sistema de filtros de ar. Além disso, o LAV aproveitou todo o feedback das lições aprendidas no campo de batalha, fornecendo mais carga útil, melhor desempenho e maior confiabilidade.

O layout interno da célula da tripulação foi amplamente redesenhado para melhorar a ergonomia da equipe e incorporar novos assentos, de painel de controle de nova geração e um hardtop atualizado. Essas medidas têm o benefício adicional de aumentar a oferta de volume interno utilizável.

Este importante contrato de fornecimento consolida a liderança da IVECO Veículos de Defesa no mercado de veículos blindados multimissão, fornecendo uma resposta aos requisitos atuais e futuros da Forças Armadas Norueguesas em termos de desempenho, mobilidade e proteção da tripulação.

O LMV

Lançado em 2002 na EUROSATORY pela IVECO Defence o LMV, rapidamente tornou-se a viatura clássica no seu segmento lançando o padrão que seria seqguido nos próximos anos. A disseminação do emprego de IEDs (Artefatos Explosivos Improvisados) tornou a célula de sobrevivência da tripulação do LMV um item essencial.

Mais de 4.000 já foram produzidos e estão em operação nos mais diferentes teatros de operações, tais como: Iraque e Afeganistão. Os países que usam o LMV, entre outros estão o Reino Unido, Noruega, Espanha, Bélgica e Itália.

Fonte: Armyrecognation