Defesa & Geopolítica

Venezuela repudia comentário de secretário dos EUA sobre golpe militar contra Maduro

Posted by

A Venezuela criticou nesta sexta-feira comentários dos Estados Unidos segundo os quais seus próprios militares poderiam depor o presidente Nicolás Maduro, e disse que a turnê latino-americana do secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, visa uma “intervenção” regional contra o governo socialista.

Vladimir Padrino concede entrevista em Caracas 2/2/2018 REUTERS/Marco Bello – Foto: Reuters
.
Por Alexandra Ulmer e Vivian Sequera
.

Acusando Washington de tentar minar a democracia na América Latina e voltar aos dias de “imperialismo”, o ministro da Defesa venezuelano, Vladimir Padrino, repreendeu Tillerson durante uma transmissão na televisão estatal.

“Todo dia ele se distancia mais da diplomacia para entrar na retórica de guerra. Você não tem autoridade moral”, disse Padrino, flanqueado por figuras de alto escalão das Forças Armadas que juraram lealdade a Maduro.

“Este homem… tentará persuadir governos da América Latina a intervir na Venezuela. Isso é um golpe publicitário”, acrescentou, culpando as sanções do presidente dos EUA, Donald Trump, pela penúria econômica em seu país.

Na quinta-feira Tillerson abordou a possibilidade de um golpe militar venezuelano antes de uma viagem à América Latina de cinco dias, sem passar pelo Brasil.

Ao debater sobre a Venezuela, o secretário dos EUA disse que os militares da região muitas vezes “se ocuparam” de transições de governos ruins, mas insistiu não estar postulando uma “mudança de regime”.

“Se a cozinha ficar um pouco quente demais para ele, tenho certeza de que ele tem alguns amigos em Cuba que poderiam lhe dar uma bela mansão na praia, e ele poderia ter uma bela vida por lá”, disse Tillerson em referência a Maduro, de 55 anos, que tem uma relação próxima com o governo comunista cubano.

Fonte: Reuters

 

4 Comments

  1. Claudio Moreno says:

    Se a CIA o quisesse morto ele já estaria comendo grama a muito tempo.

    CM

    • A Máquina Troll says:

      Essa cia é uma piada……não tem mais profissionalismo de antes…prova disso que a inteligência Russa conseguiu se infiltrar no pais e até interferir nas eleições…sabotar um candidato para favorecer outro…e conseguiram o objetivo…o candidato que queriam esta no poder…rs…isto sem falar dos Chineses que roubam, espionam e hackeiam a torto informações e segredos de todo tipo……pff…

      • maquina vc pesquisa bem por isso fica feio vc repetir desinformacoes, fake news, inventadas pela Midia a servico do deep state norte americano que nao queriam Trump na presidencia, queriam Clinton.. Essa historia que os russos influenciaram as eleicoes nos EUA esta sendo desmentida todos os dias nos EUA, mesmo ontem sai noticia sobre o assunto. In espiao britanico aposentado foi pago pela Fundacao Clinton para produzir um dossier dizendo que Russia estava ajudando Trump. Esse dossier foi passado para o FBI, que inicialmente, depois de investigar as atividades desse espiao, disse que o dossier era falso, entretanto eles usaram esse dossier mesmo sabendo que era falso e sem fundamento, para tatacar a campanha de Trump. Esse e o escandalo que esta ocorrendo nos EUA, que ja resultou num Diretor do FBI ser afastado e um vice diretor pedir renuncia. Eu nao preciso dizer essas coisas pra vc porque vc sabe pesquisar, mas lhe critico porque vc esta usando falsa informacoes cuja natureza ja e de conhecimento publico pelo menos no mundo que fala ingles. Trump e fascista, mafioso e sionista, venceu as eleicoes contra sua propria vontade, porque um setor dos Servicos de Inteligencia dos EUA, dentro da CIA, das Forcas Armadas, ligado ao movimento America First, manipulou os computadores das eleicoes melhor que o grupo de Clinton estavam fazendo. Os russos nada tem haver com os resultados dessa eleicao.

  2. fora vira lata fomentador de guerra , volte para seu pais que esta mais dividido que a venezuela

shared on wplocker.com