Defesa & Geopolítica

Reino Unido irá instalar “escudo aéreo” nas Falkland / Malvinas

Posted by

Imagem meramente ilustrativa

O Reino Unido irá instalar um sistema de defesa antimísseis avançado nas Malvinas. O custo estimado desse sistema é de $ 92 milhões de dólares (cerca de $ 300 milhões de reais).

O Reino Unido decidiu investir uma soma considerável na implantação de um “escudo aéreo” nas ilhas depois de a Argentina ter adquirido novos aviões de combate franceses Super Etendard. A Força Aérea argentina utilizou precisamente este tipo de aeronave nos acontecimentos de 2 de abril de 1982.

O governo britânico optou pelo sistema de defesa antimíssil Sky Sabre, cuja instalação será completada até 2020. Este sistema avançado consiste de radares e lança-mísseis.

O fabricante assegura que é um sistema de alta tecnologia que permite detectar rapidamente os alvos e avaliar se apresentam qualquer ameaça.

“No mundo estão em curso muitas mudanças geopolíticas, ninguém sabe o que vai se passar dentro de três anos, tanto os conflitos, como as ameaças vão mudar. Queremos estar seguros de que o nosso equipamento poderá servir para possíveis guerras no futuro, […] isto permitirá ao Reino Unido ficar mais seguro”, notou o especialista militar israelense Natan Barak – presidente executivo da israelense Mprest.

O estatuto das ilhas Malvinas – Falkland para o Reino Unido – continua a provocar disputas entre o Reino Unido e a Argentina. Esta última reivindica a soberania sobre o território e exige a entrega das ilhas apesar de a maioria da população local se considerar britânica.

  • MPrest é conhecida pelo desenvolvimento do sistema de comando e controle C 2 para o sistemas de defesa Iron Dome

Fonte: Sputnik

Edição: Plano Brasil

 

8 Comments

  1. Farias says:

    Logo depois do desaparecimento do sub argentino. Será mera coincidência?

    • JLM says:

      Qual seria a relação entre os fatos?

    • Alexandre Moraes says:

      Não há relação alguma entre os fatos (submarino afundado/sistema AA), o problema é que há pessoas de má índole criando todo tipo de teoria conspiratória de maneira irresponsável, e o pior é que há quem acredite.

      Mas voltando o tema do sistema AA, é interessante observar que a Argentina está falida e sua armada idem, logo não representam riscos aos britânicos, e estes por sua vez também veem enfrentando problemas em sua marinha, então dispender recursos escassos tendo em vista um inimigo já caído não faz sentido. Mas se considerarmos o ponto estratégico em que a ilha fica posicionada e a crescente influência chinesa na região a história muda. Os ingleses estão obstinados em fincar sua posição no Atlântico sul, e as ameaças mais relevantes em vista certamente não são as republiquetas marionete da região.

      • PÉ DE CÃO says:

        porque vc fala que nao tem relaçao
        pois pelo que sei esta em segredo de justiça , a juiza falou que o sub poderia estar em missao confidencial
        primeiro treinamento dele na patagônia simulando ataque com torpedos a mais de 20ano nao treinavam isso nessa regiao
        entao se vc nao estiver sabendo de algo a mais que prove que ele nao foi torpediado por outra força , ou prove que ele explicou sozinho
        então sim todas possibilidades estão em aberto e principalmente essa que e umas das mais plausiveis
        o correto e agradecer a ajuda americana e inglesa e dispensar
        e continuar com a ajuda de outros paises como brasil uruguai e russia

  2. Pingback: Reino Unido irá instalar “escudo aéreo” nas Falkland / Malvinas | DFNS.net em Português

  3. exiled says:

    enquanto isso os latino-americanos ficam comendo mosca,imersos no seu oceano de corrupçao. quando menos esperarmos teremos surpresas desagradáveis. acabaremos sendo recolonizados.

  4. Gilbert says:

    Em pleno século XXI ainda existem colônias nas Américas

  5. Valmir Aparecido da Costa says:

    Qual o interesse inglês nas ilhas Malvinas mesmo ???
    !!!

shared on wplocker.com