Defesa & Geopolítica

Roll out do Tu-160M2: Uma nova era na história desta máquina excepcional

Posted by

16 de novembro – Apresentado o primeiro bombardeiro estratégico supersônico Tupolev Tu-160’M2′ –  Kazan Aircraft Enterprise

Durante muito tempo, a questão da retomada da produção do Tu-160 não foi discutida, era necessário manter as aeronaves restantes em condições adequadas para a operação.

Tu-160 o “Cisne Branco”

Apesar da silhueta bem conhecida, os “cisnes” modernizados diferem significativamente dos seus predecessores. O Tu-160 ainda tem características e capacidades inigualáveis no mundo.

Mecanismo exclusivo para controle de enflechamento das asas, compartimentos de armas, motores pesados que são ​​alimentados com dióxido de nitrogênio, sendo assim capaz de conduzir essas aeronaves com um peso máximo de descolagem de 275 toneladas à 2.200 km / h.

Carateristas que não foram ainda replicadas por nenhum outro país no mundo.

Tudo isso teve que ser reconstruído a partir do zero, foi um processo fabuloso, especialmente difícil.

Contudo, já no outono de 2017 a fabricante PJSC estava pronta para a produção dos novos motores NK-32-02 modernizados para os novos Tu-160M2 .


A complexidade da tecnologia de produção reside no fato de que é necessário restaurar equipamentos únicos criados exclusivamente para a fabricação do Tu-160. Isso se aplica tanto aos motores quanto à estrutura.

 

 

5 Comments

  1. Vão aposentar os Bears?

    • Cesar A. Ferreira says:

      Não. O interesse é aumentar a quantidade de vetores Tu-160 modernizando os existentes para o padrão M2 e adquirindo novos neste padrão.
      Os TU-95 são o cavalo de batalha do braço estratégico da VKS e devem emplacar um século nesta missão.

      • Uma dúvida sincera: qual seria a aplicação atual para esses bombardeiros estratégicos num cenário de maior intensidade, tanto na doutrina americana quanto na doutrina Russa?

        Porque parece ser uma tendencia em ambos os países manterem seus bombardeiros estratégicos por ao menos um século de uso. Os americanos já demonstraram a intenção de fazer o mesmo com seus B-52 e parece que o B1 deve seguir pelo mesmo caminho.

  2. Pingback: Roll out do Tu-160M2: Uma nova era na história desta máquina excepcional | DFNS.net em Português

  3. Mas com os novos Tu 160, qual(ais) a(s) serventia(s) para os antigos Bears ?

shared on wplocker.com