Menu
Seções
Arábia Saudita diz que Líbano declara guerra contra reino
7 de novembro de 2017 Conflitos

Sabhan afirmou que esta mensagem havia sido entregue ao político libanês aliado à Arábia Saudita Saad al-Hariri, que declarou sua renúncia como primeiro-ministro do país no sábado em transmissão da Arábia Saudita.

Os atos de “agressão” do Hezbollah contra o reino “foram considerados atos de uma declaração de guerra contra a Arábia Saudita pelo Líbano e pelo Partido Libanês do Diabo”, acrescentou.

Hariri citou um esquema de assassinato contra ele em comunicado anunciando sua renúncia e realizou um ataque mordaz contra o Irã e o Hezbollah por semearem conflitos no mundo árabe.

A crise colocou o Líbano de volta ao front em uma disputa regional entre a Arábia Saudita e o Irã, que também se desenrolou na Síria, Iraque, Barein e Iêmen.

 Não houve comentário imediato do governo libanês.

 Anteriormente nesta segunda-feira, o presidente Michel Aoun, aliado político do Hezbollah, pediu unidade nacional após a renúncia de Hariri, que derrubou uma coalizão do governo que incluía o Hezbollah e que colocou o Líbano em crise política.

Fonte: Reuters

Irã acusa Arábia Saudita de provocar guerra no Oriente Médio

© AP Photo/ Ebrahim Noroozi

O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, declarou nesta segunda-feira que a Arábia Saudita está tentando responsabilizar Teerã por suas “guerras” no Oriente Médio.

“Arábia Saudita está conduzindo guerras agressivas, está praticando intimidação regional e se comporta de forma a desestabilizar a situação, conduzindo ações de provocação”, escreveu Zarif em sua conta no Twitter.

O chefe da diplomacia iraniana também destacou que as visitas internacionais “à Arábia Saudita em guerra se revelaram perigosas para a saúde da região”. Segundo ele, a visita a Riad do presidente dos EUA, Donald Trump, refletiu em “repressões” por parte do Bahrein e na “queda do Qatar”.

No início de junho, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito romperam as relações diplomáticas com Qatar, acusando o país de apoiar o terrorismo.

“As visitas de [Jared] Kushner provocaram a estranha renúncia de [Saad] Hariri (premiê do Líbano — red.)…E agora, obviamente, estão acusando o Irã de interferência”, argumentou Zarif.

Neste sábado, o primeiro-ministro libanês abandonou o cargo de maneira repentina. A decisão foi transmitida pela televisão por meio de uma gravação feita em Riad, capital da Arábia Saudita. Hariri disse temer uma “conspiração contra sua vida” e fez críticas ao Irã e o Hezbollah.

O dirigente do Hezbollah, entretanto, afirmou que não o grupo não desejava a renúncia de Saad. O Hezbollah fez parte do Governo do agora ex-primeiro ministro por cerca de um ano.

Fonte: Sputnik

 

 

 

"11" Comments
  1. Pingback: Arábia Saudita diz que Líbano declara guerra contra reino | DFNS.net em Português

  2. Agora catingou ! … o torrãozinho do presidente dos golpistas.. seu Miché .. corre o risco de virar um mar de fogo na base de fósforo branco ? …. e logo pelos dois patifões e capangas do tio Sam ? .. olha que o Líbano não é o Irã ..rsrs …ele está mais para o Iêmen .
    .
    EISSS ! … a grande oportunidade dos valentões do sião ! …. de aumentar o seu território .. o velho sonho dos sionistas israelita, supra nacionalista ..um Israel expandido que vai até Damasco, assim como fora no tempo do bruxo Salomão…e depois … é reergue o templo do bruxão e adorar o homem do pecado …EISSS ! .. a maçonaria messiânica pura .

    • Só lembrando …(segundo que se noticia) .. que no mar do Líbano, há uma jazida de gás hidrocarboneto .. que vai até Israel chegando a faixa de gaza.. não é interessante ?

    • jose luiz esposito

      O SIONISMO é o culpado por todas as Desgraças e Atrocidades do Oriente Médio , apoiam juntos com os EUA os Warabitas da Arabia Saudita , que por suas vez determinam a Ação do ISIS pelo mundo , como também ainda da ALQAEDA , mas sempre acusando aos outros , ali preventivamente seria a Rússia em caso de inicio do esquentamento da situação , entrar no Líbano !

  3. o engraçado que israel lançou nota que apoia a arabia saudita
    vejam perderam seus terroristas na síria agora estao indo para outro pais
    mas diferentes que antes agora mostram as caras
    segundo , israel apoiar arabia saudita do osama bim ladem , do 11 de setembro , um celeiro que forma radicais muçulmanos , para matar cristãos em paises arabes laicos
    esse governo de israel e muito burro , pois atras da tentativa de grande israel ,pode acontecer justamente o contrário
    resumo dois paises da esfera dos estados Unidos sendo usados por planos mirabolantes yankes , so se esquecem que existem outros jogadores que apostam alto fora a vontade dos proorios paises afetados como iemem e libano

    • jose luiz esposito

      ISRAEL e ARABIA SAUDITA são Unha e Carne por( Baixo dos Panos) , oficialmente não mantêm relações ( apenas para Iludirem aos Trouxas )!

  4. A Arábia Saudita tenta, de todas as formas atingir e enfraquecer o Irã, seu principal rival na região. Assim como destruiu a Síria, cujo governo de Bashar Al-Assad é aliado de Teerã, agora tenta justificar a destruição do Líbano e do Hezbollah, também aliado do Irã. Ou até mesmo causar uma nova guerra civil, incitando conflitos religiosos em território libanês.

  5. Meus caros,

    deem uma olhada em minha postagem na matéria Paradise Paper que o nobre editor Konner nos trouxe e vocês entenderão muita coisa que está ocorrendo no mundo hoje.
    http://www.planobrazil.com/paradise-papers-offshores-expoem-relacoes-entre-trump-e-russia-e-citam-ministros-de-temer/#comment-409658

    Outrossim, digo sem medo de errar que vemos aqui mais uma vitória de Teerã frente aos sauditas.

    A Arábia Saudita faz parte do polo de influência dos EUA, e, se a Arábia perde não é errado dizer que também os EUA perdem.

    Alguém mundo afora está sendo encurralado. Houve sanções contra a Rússia, é verdade. Mas, às estão contornando, e mesmo entre os aliados europeus há quem advogue abertamente minimiza-las e não estabelecer mais nenhuma sanção econômica contra os mesmos(a Alemanha).

    Rússia está levando a Crimeia, Donbass, Síria, Yemen e Iraque. Comendo pelas beiradas a Turquia.

    A China está com seu caixa-forte levando praticamente tudo de norte ao sul do planeta. Sua influência aumenta a olhos visto.

    E, os EUA?? Os EUA estão estrebuchando praticamente em todos os lugares. Sofre derrota em seu plano no Oriente Médio.Há uma escalada do conflito no Afeganistão. Não estabilizou sua presença na Ucrânia. Sofre com as investidas auto-afirmativas da China no Mar Amarelo e Pacifico. Sofre ataque por parte da China que busca acabar com o petrodólar. Sofre humilhação ao meio-dia com as ameaças da Coréia do Norte e etc.

    Digo sem medo de errar de novo, o único lugar em que os EUA não estão levando uma coça ainda é a America Latina, porque até no Caribe eles estão correndo risco com uma possivél volta dos russos a Cuba.

    Quem então nos parece sendo encurralado???

    Faço aqui, uma importante observação, para fugir das cordas os EUA tem buscado uma parceria estratégica com a Índia. Vejamos onde isso vai dar…

    Grato

    • Ps. gostaria de fazer um aparte e dizer algo aos amigos. Eu trabalho com fatos, e não com discursos ideologicos ou xenófobos. Apenas fatos, porque assim chegamos a verdade das coisas.

      Obrigado

  6. jose luiz esposito

    A ARABIA SAUDITA poderá levar o LÍBANO novamente a ser um Campo de Guerra , mas acusarão ao Irã por isso !

  7. primeiro ataca Líbano tem passa por Israel só Arábia saudita libera seu espaço aéreo p Israel dão jeito iran.

Comentários estão fechados
*