Defesa & Geopolítica

Ex-líder das FARC será candidato à presidência da Colômbia

Posted by

Principal líder do partido criado na sequência do acordo de paz com o governo, Rodrigo Londoño Echeverri, conhecido como “Timochenko’, anuncia que vai concorrer às eleições presidenciais de 2018.

Ex-guerrilheiro Rodrigo Londoño Echeverri participou ativamente das negociações do acordo de paz na Colômbia

O partido Força Alternativa Revolucionária do Comum (Farc) anunciou nesta quarta-feira (01/11) a candidatura de seu principal líder, Rodrigo Londoño Echeverri, às eleições presidenciais da Colômbia em 2018.

O anúncio foi feito pelo número dois da antiga guerrilha – as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia –, Iván Márquez, em entrevista coletiva em Bogotá. Ele ressaltou que o partido entrou “totalmente na disputa política de 2018 com candidatos próprios para a presidência e para o Congresso da República”.

Echeverri, conhecido como Timochenko, é presidente do partido criado em setembro na sequência da entrega completa de armas dos ex-guerrilheiros das Farc às Nações Unidas. Imelda Daza, que fez parte do movimento político Vozes de Paz, ligado às Farc, e que representou a ex-guerrilha no Congresso colombiano, vai concorrer como vice-presidente na chapa do Farc.

Echeverri foi o último comandante dos guerrilheiros e participou de forma ativa das negociações para pôr fim aos cerca de 50 anos de conflito no país. O ex-guerrilheiro está em Cuba desde junho para tratamento médico, se recuperando de um acidente vascular cerebral que afetou sua fala.

Candidaturas

As eleições legislativas para renovar o Senado e a Câmara serão realizadas em março de 2018. O primeiro turno das presidenciais será em maio.

O partido Farc também terá candidatos ao Senado e à Câmara. Caso sejam eleitos, os representantes do partido deverão se somar às dez cadeiras a que têm direito durante os próximos oito anos, de acordo com o tratado de paz. Marquéz estará entre os candidatos ao Senado.

Para a Câmara, o partido lançará candidaturas por Bogotá e pelos departamentos (estados) de Antioquia, Valle del Cauca, Atlántico e Santander. Nas demais regiões do país, o Farc vai apoiar “candidatos de convergência social e democrática comprometidos programaticamente com a implementação dos acordos e as necessidades sociais populares”, disse Márquez.

“Acredito que há muito boas chances para o entendimento político com outras forças. Nós vamos concorrer pelos departamentos com maior votação”, afirmou o atual líder do partido.

“Damos passagem à luta política legal num contexto em que as grandes maiorias do país esperam virar definitivamente a página da guerra com os acordos de paz”, acrescentou ao pedir que “nenhuma vírgula” seja mudada no acordo de paz assinado em 24 de novembro do ano passado antes de a guerrilha se converter num partido político.

Críticas ao acordo

O ex-guerrilheiro Jesús Santrich, escolhido como líder do partido para a Câmara dos Representantes, afirmou que, se não houver uma mudança de rumos, a implementação do acordo de paz firmado entre a ex-guerrilha e o governo da Colômbia caminhará para um despenhadeiro.

“A implementação se transformou em uma irritante, asquerosa renegociação e isso não pode continuar assim”, disse.

Santrich alegou que mudanças nos termos do acordo estão gerando insegurança jurídica para os mais de mil ex-combatentes que seguem presos, apesar de a lei de anistia prevista no pacto estar em vigor desde dezembro de 2016.

“Assim, nessas condições, se não houver uma mudança de rumo, o processo de implementação vai para um despenhadeiro”, avaliou Santrich.

“Não queremos enganos, queremos que o acordo seja cumprido. Nós cumprimos totalmente, deixamos as armas. Pedimos ao governo que tome as decisões necessárias para que os compromissos se materializem”, afirmou Marquéz.

Políticos de direita têm criticado os termos do acordo de paz, que permite aos guerrilheiros participar de atividades políticas antes de serem julgados pela Jurisdição Especial para a Paz (JEP), mecanismo judicial de transição criado no contexto do tratado de paz.

Fonte: DW

 

 

24 Comments

  1. Pesquisa de opinião realizada recentemente constatou que as FARCS são rejeitadas por 96% da população colombiana, que em referendo já havia se manifestado pela não celebração de acordo de paz com a narcoguerrilha apoiada pela ditadura bolivariana da Venezuela e sócia do Cartel de Los Soles no tráfico de cocaína. Assim resta claro que a possibilidade do líder das FARCS concorrer à presidência representa profundo insulto e acinte ao povo colombiano, que saberá responder nas urnas trazendo o uribismo de volta…😉

    • Precisa falar mentira? O resultado foi 50,6% pelo contra mesmo com o referendo sendo manipulado e excluindo a população da área de atuação das FARC. Uribe é visto no país como um entreguista que se aliou aos mesmos americanos que tomaram o Panamá que era territorio Colombiano. O entreguismo é mesmo típico da direita latrino americana.

      • Mentira e mistificação fazem parte do cardápio da esquerda e do comunismo e não das democracias liberais. O referendo não foi manipulado e traduz a vontade do povo colombiano em ver os criminosos das FARCS responderem por seus crimes. E o percentual certamente foi mais alto nas áreas rurais, maiores vítimas dos crimes da narcoguerrilhas, onde pequenos camponeses tiveram seus filhos sequestrados e suas propriedades confiscadas para o cultivo de coca. Quanto à Uribe, desempenhou um importante papel para que o acordo de paz fosse rejeitado e a população colombiana de forma maciça enxerga nele o grande responsável pelos reveses que a narcoguerrilha sofreu nos últimos 15 anos.

    • Parece que a direita butique … prefere a condição antiga, onde os extremistas da direita colombiana …perseguia,assassinava,políticos e partidos da esquerda, impedindo o espaço democrático funcionar para todos com o mesmo direito de se manifesta …. em fim … massacrando os movimentos sociais,e assim os forçando a clandestinidade, buscando no narcotráfico, refugio e transformando que ante era só político e um movimento armado .. assim, a Colômbia virou em um inferno e fundo de quintal do tio Sam.
      .
      Esses tipinhos de sujeitinhos … adoram a desgraça dos outros .. é incrível …. é capaz de tocar fogo na própria casa onde mora, só para fase fumaça para vizinhança .

      • Você tem razão! Seria preferível as FARCS continuarem a assolar o povo colombiano não é mesmo!? Mas não dá para estranhar afinal tanto as FARCS como a OrCrim do ABC integram o Foro de SP…

      • Porque você tem tanto medo dos movimentos sociais e populares ? ..isso não é democracia ? . para sujeitinho como você, o bom é a ditadura.. é claro né .. se for direita.
        .
        Criminalizar movimentos sociais é o que mais fazem em especial, quando esse movimento vence nas urnas democraticamente e não na base do GOLPE . .

  2. A princípio vão ganhar somente eleições no interior, na antiga área de atuação das FARC. Nas regiões urbanas vão levar um tempo até que os pobres de direita percam a desconfiança nos comunistas. Não vão eleger um presidente ano que vem porque a Colômbia está crescendo apesar de tudo. A médio prazo a democracia será favoravel para as FARC. A Colombia é um país desigual, onde uma ilha de ricos é cercada por um mar de pobres, assim como o Brasil. Essa é a melhor fase para a direita e mesmo assim eles não mostram força. Lula está na frente nas pesquisas para 2018. Macri venceu as eleições parlamentares do mes passado mas a coalização de Cristina ainda tem mais de 40% do Congresso. Isso em uma “crise da esquerda latina”, imagina quando a esquerda se reagrupar? A esquerda tomará o poder de volta antes de 2025. Da proxima vez tem que fazer igual o Maduro que ensinou como tratar devidamente os golpista. Dr. maduro receitou uma dose de calibre .762 para cada paciente e curou a epidemia de Golpismo que assolava a Venezuela.

  3. Como eu disse anteriormente mentira e mistificação fazem parte do cardápio de vocês comunistas e esquerdistas. A verdade é que a esquerda está em profunda crise no continente sem perspectiva de melhoras. Macri obteve uma vitória maiúscula na Argentina sendo que, inclusive, seu candidato ao Senado ganhou da beiçola ladra, que apenas se elegeu por haver 3 vagas em disputa. E caso consiga atrair peronistas moderados para o seu campo, o kirchnerismo corrupto e ladrão vai caminhar ainda mais rápido para o ocaso.

    Por seu turno aqui no Brasil tudo o que a esquerda tem é o Aiatolá do ABC. Ocorre que o mesmo já é réu em sete processos e já ostenta condenação em um deles. E uma vez que tudo indica que o TRF4 irá manter a sentença condenatória prolatada pelo Moro, essa figura nefasta estará fora do páreo presidencial.

    Voltando à Colômbia o povo ainda tem fresca em sua memória a lembrança dos crimes perpetrados pelas FARCS e também do homem que as derrotou, Álvaro Uribe, o político mais influente do país, que certamente irá ditar os rumos das eleições presidenciais.

    Outrossim é interessante citar o caso equatoriano, onde o atual mandatário Lenin Moreno retirou a imunidade do vice presidente para que ele possa ser processado pelos esquemas de corrupção em conluio com a notória “empreiteira cúmpanhêra” de estimação dos petralhas. Por esse gesto de altivez Moreno foi chamado de “traidor” pelo canalha Rafael Correa.

    Por fim, na Venezuela Maduro tornou-se de fato o ditador ao impingir ao povo uma constituinte de fancaria e fraudar as eleições para o governo dos estados, mostrando de forma clara a incompatibilidade do pensamento de esquerda e do comunismo com a democracia.

    Ps: Não fale de democracia meu caro comuna pois isso soa hipocrita afinal tudo o que vocês mais detestam é justamente a democracia.

  4. meus votos são para que vença e eleja muitos patriotas Colômbianos
    pois a america latina precisa de gente que nao compactue com o imperio americano simples assim

    a colombia esta mordida pois o tribunal de haia acabou de dar ganho de causa sobre o caso das ilhas da colombia que passaram para o Panamá
    essa direita latina de direita nao tem nada so entreguismo mesmo
    ja a esquerda e mais nacionalista as tem caviar que confunde esquerda com pacifismo .

    a colombia unida vai crescer bastante no cenário internacional
    ja o brasil com o presidente chefe de quadrilha vai continuar sendo puta dos americanos

    • E tem quem aceite ser P* de uma organização criminosa que idolatra um corrupto réu em sete processos e já condenado em um.

      No mais, você como sempre não sabe nada…😉

    • Assim que caso ele for eleito, vá morar lá

    • Claro, vc deve considerar que o PCC são patriotas e devem se tornar um partido politico também.
      Votaria no Marcola para presidente?

  5. Esse é o mal da democracia, dar oportunidades para essas tranqueiras disputar o poder, espero que o povo colombiano tenha bom senso e vote certo, e mande essa mer#$ comunista pro lugar dele, a PRIVADA !

  6. E como se A Al Qaeda se tornasse um partido politico e o Bin Laden se candidatasse a presidente de algum canto do mundo kkkkkkk

  7. Puts inacreditável, os caras estão defendendo as Farcs….
    Fundo do poço moral e cavando….

  8. O preço da paz: Aturar terrorista pagando de democrata.. aff.

shared on wplocker.com