Defesa & Geopolítica

Project 22800 “ Karakurt”

Posted by

Autor: Iuri Gomes- Plano Brasil

 

      A Marinha russa apresentou recentemente sua mais nova corveta leve, o projeto 22800 “ Karakurt”, desenvolvida para operar com mais eficiência em águas azuis que que a sua compatriota do projeto 21631 “ Buyan-M”, que ganhou ainda mais visibilidade no mundo devido a participação de três desses navios no lançamento de misseis contra objetivos na Síria a partir do mar Cáspio.

      Por parte da frota russa de corvetas leves estarem envelhecidas, esse setor ganhou uma atenção considerável por parte do ministério da defesa russo, a “ Karakurt” destina-se a missões de guerra anti-superfície e anti- aérea, mas como sua prima Buyan-M, foi projetada para realizar vigilância costeira em zonas litorâneas.

      A primeira “ Karakurt” a entrar em contato com o mar foi a Uragan (251), construída no estaleiro de Pella em São Petersburgo desde dezembro de 2015, lançado na água em julho de 2017 e entrará em fase de teste, outras cinco embarcações desse projeto (Typhoon,Storm, shkval, Burya e Okhotsk) se encontram em diferentes fases de construção, total planejado para frota russa é de 18 barcos do tipo, as embarcações devem ser destinados a a frota do mar negro e a frota do mar do norte. A classe Karakurt, foi projetado pela Almaz Desing Bureau e os estaleiros responsáveis pela construção dessas corvetas são o Pella Shipyard e Zelenodolsk Plant.

Capacidade:

A embarcação foi projetada para oferecer alta capacidade de manobra e estabilidade, pussui superestrutura furtiva, será instalado sistemas de comando e controle, sistemas de navegação e comunicação, como também armas, tudo de ultima geração. A corveta do projeto 22800 mede cerca de 67 metros de comprimento, 11 metros de largura e pode alcançar velocidades superiores a 30 nós, seu deslocamento é de cerca de 800t.

Armamento:

            A classe karakurt está equipada com um canhão automático AK-176MA de 76,2mm, essa é uma versão atualizada do canhão naval AK-176, que pode disparar uma taxa de 150 tiros por minuto, a arma integrará um sistema de controle digital e uma estação optronica do tipo Sfera-2 que tem por capacidade visualizar múltiplos alvos em grande intervalo

            Seu principal armamento serão os oito misseis de cruzeiro disparados de um sistema de lançamento vertical que pode ser os misseis do tipo Kalibr-NK com capacidade de acertar o alvo a 2500 km como foi visto no conflito da síria ou misseis com propósitos navais do tipo P-800 Onix, com alcance superior a 350 km e velocidade superior a mach 2.5 mach, ou um misto desses misseis dependendo da missão.

            Para garantir a proteção aérea, essas corvetas estarão equipadas com sistemas Pantsir-M e dois sistemas de armas AK-630M 30mm (CIWIS), que podem atingir além de alvos aéreos alvos também na superfície  como barcos pequenos e rápidos no alcance de 5000 metros. A corveta também vem equipada com duas metralhadoras pesadas de 12,7mm manuais, essa embarcação não foi projetada para o combate submarino.

Os conteúdos dos artigos publicados nesta coluna são de total responsabilidade dos autores e não representam, necessariamente, a opinião do site.

27 Comments

  1. Pingback: Projeto 22800 “ Karakurt” | DFNS.net em Português

  2. Renato Barcellos says:

    Enquanto isso…Na marinha do Brasil…Apenas projetos em 3D que não saem do papel, discursões as tantas e nada de projetos fechados, estaleiros a plena carga, super estruturas sendo soldadas e quilhas sendo batidas. Dá dó ao pensar o que estes tais fazem o dia inteiro em seus belos escritórios com fotografias ao fundo e maquetes expostas a sua mesa. Só pra lembrar o PROSUPER da Marinha da índia já vai as tantas. Dá uma pontinha de inveja.

    • MHenrique says:

      Nem vão pro papel, muitas vezes ficam só no 3D mesmo.

    • A Máquina Troll says:

      se desenvolverem a indústria e tecnologia nacional acaba os “isquema” e criamos concorrência …não ficamos mais dependentes das sucatas/porcarias estrangeiras superfaturadas que nos empurram goela abaixo…nossos “irmãos e amigos do norte” perdem a correia e o monopólio que detém sobre nós e o nosso mercado consumidor…é por isso que tem que sabotar e desmantelar…como estão fazendo com o nosso programa espacial…somos entubados e mantidos com sucatas estrangeiras de terceira mão em esquemas de corrupção e cartas marcadas onde só sugam a nossa sociedade e todo lucro é depositado no exterior…o mais triste é o conluio dos que deveriam zelar pela soberania deste pais com tudo isso…É triste uma nação de gente apátrida, traidora e corrupta…sem vergonha na cara…essa é a república dos bananas…

    • A Máquina Troll says:

      Este pais não tem mais futuro …esta perdido…pois quem deveria zelar pela nossa soberania e integridade são justamente os nossos maiores algozes…vivo em um lugar onde a maioria do povo é corrupta, alienada e facilmente manipulável…governado por uma classe dirigente totalmente apátrida, traidora e entreguista…

      toda essa podridão que sempre vemos na política do nosso pais mostra o DNA da nossa sociedade…uma sociedade que tem na sua raiz o brazileiro safado sem vergonha na cara que somos…com as exceções é claro…pois alguém tem que trabalhar para o pais crescer e sustentar os vagabundos lesa-pátria…o político salafrário que rouba e mata a nação é oriundo da sociedade em que vivemos e da qual todos fazemos parte…pois ele não nasceu político foi colocado por nós para nos representar e no curso do seu mandato acaba traindo todos os seus eleitores…essa situação nunca vai mudar…vai ser sempre assim infelizmente…vamos continuar trabalhando…pagando impostos para engordar o bolso dos governantes e o que sobrar vamos tocando a vida…

      General Mourão- um lesa- pátria entreguista!! Defende submissão do Brasil as grandes potências! :

      https://www.youtube.com/watch?v=HmrrYkBaz0c

      A saída do brazil é o Aeroporto….

      • A Máquina Troll says:

        o pais já esta transformado em uma Cuba …do melhor estilo Fugêncio Batista….rs…

      • M. Silva says:

        Sim, no estilo Fulgêncio Baptista de 1958.

        Já temos até os insurgentes castristas: MST, PCC, CV e outras quadrilhas financiando nossos políticos, os quais, em troca, afrouxam as leis para os bandidos e dificultam a vida de gente de bem.

        Para virarmos a Cuba continental, falta pouco. Aí, sim, o Troll vai dar risada.

        E não adianta fugir pelo aeroporto: os passaportes serão cancelados (exceto os dos amigos do rei, claro).

        Só espero que 1º de janeiro de 2019 não seja como em Cuba no ano novo de 1959…quando o InFidel Castro entrou em Havana com seus assassinos marxistas.

      • Ferreira Junior says:

        Concordo plenamente contigo. M. Troll.

      • Gripen BR says:

        Se não haverá nada para defender, porque o território não precisa, não haverá invasão mais ocupação “legítima”, a cultura tá errada, a indústria só transnacional, o capital deve ser estrangeiro e sem qualquer regulamentação. Então pra que FAs? Pra defender o que? Postos, patentes, horárias e pensões! Quer algo mais encostado no estado do que isso? Se se aplicar de fato na íntegra o que generalissimo propõe, então que cada grupo econômico cuide da seguraça do seu próprio quintal, arcando com os custos. Se é para ser liberal que seja autêntico e irrestrito! Estado mínimo em “si” é bom, em mim que é ruim! Ai não ze! Guardar para si seu estadinho máximo particular. Vamos desetatizar também o judiciário substituindo pela arbitragem, só no Superior Tribunal Militar, que julga entre 50 e 250 causas ao ano, nos economizaria mais de 1/2 bilhão de reiais por ano. Grupos transnacionais defendem seu próprio capital de maneira muito eficiente, então as FAs seriam redundantes e desperdício neste contesto.

  3. S-88 says:

    Enquanto isso para se fazer as tais “Tamandaré” por aqui é uma esculhambação!

    • Rafa_positron says:

      Kkkkkkk
      É bem por ai

      Mas quem sabe o novo projeto das Barroso sejam mais exitosos

  4. Lucas Senna says:

    Ainda me assusta como eles fazem navios tão “pequenos” e tão bem armados. Não seria nada absurdo algo desse porte por exemplo operar em alguns rios nossos de maior porte.

  5. Tomcat3.7 says:

    Na boa , essa corveta detona com nosso projeto e aposto que custa bem menos( também o deslocamento é menor). Algumas belonaves desta ae cairiam como uma luvahein, mas como disse o Bardini(se não me falha a memória) melhor que se invista em embarcações de tonelagem elevada e com robustez pra encarar nosso mar agitado.

    • Bardini says:

      Pra mim, não nos seria de grande utilidade para encarar o Atlântico Sul.
      Até a “Steregushchy” é pequena.
      Teria que ser algo do tamanho da “Gorshkov”.
      .
      Mas esse aí é mais um excelente navio, para as necessidades dos Russos…
      .
      No nosso caso, veja o exemplo dos Espanhóis, que estão melhorando o projeto das “Fridtjof Nansen”.
      Como já disse, poderíamos pegar esse projeto e dar uma “abrasileirada” nele, sem colocar muito “frufrus”, se a intenção é algo barato.
      .
      No final das contas, sai pouca coisa mais caro que um Tamandaré e é muito mais navio…
      .
      O conceito da versão espanhola:
      https://www.navyrecognition.com/images/stories/news/2015/august/F-110_Frigate_Spain_Spanish_Navy_Armada_Espanol_Navantia_2.jpg
      .
      Detalhe: 240 dias seguidos de operacionalidade.
      Mas essa aí seria “cara” para a MB…
      .
      Enfim, pega esse navio aí, coloca um mastro convencional, um Artisan 3D da vida, MAGE e outros sistemas desenvolvidos pela MB que serão colocados na Tamandaré… Temos uma Fragata Emprego Geral que serve para o Atlântico e que no futuro tem espaço e condição de receber modernização…

      • Tomcat3.7 says:

        Belo navio o do link, enorme, e com suas sugestões de modificações ficaria bem mais atraente e acessivel $$$.

      • Tomcat3.7 says:

        Bardini, muuuito off topic, pela foto do seu nick parece ser um tripulante de nave da federação do universo Star Treck, e sendo, vc já viu a série Star Treck Discovery que passa na NetFlix?????
        É bem recente e seus episódios novos vão ao ar toda segunda feira, se não me engano ainda está no sexto ep. da 1ºtemporada.
        Bacana demais!!!

      • Bardini says:

        Estou assistindo sim.

        Ainda não me pegou… Mas acho que tem potencial.

    • _RR_ says:

      Tomcat3.7,

      Como corveta, esse vaso é inservível. Mas algo derivado dessa classe poderia muito bem dar origem a um meio distrital de respeito… Seria infinitamente superior a classe ‘Macaé’ e até mesmo ao NPa 500 BR.

      Comparáveis a ‘Tamandaré’ da Emgepron, há tipos como a ‘Gowind 2500’, ‘Khareef’ ( derivada do mesmo projeto da classe ‘Amazonas’ ), MEKO A-100, SIGMA 10514… Todas elas dentro do que se pretende…

      • Tomcat3.7 says:

        Concordo plenamente RR e acrescento que entre as corvetas comparáveis existe algumas mais baratinhas de se adquirir e que são até melhores.

  6. Foxtrot says:

    Outra oportunidade de cooperação perdida por nós, os bananas de pijama.
    Lembrando que a Rússia também nos ofereceu cooperação em diversas áreas, dentre as quais se encontra a área naval.

  7. ADRIANO M. says:

    “Pra mim, não nos seria de grande utilidade para encarar o Atlântico Sul.
    Até a “Steregushchy” é pequena.
    Teria que ser algo do tamanho da “Gorshkov”.

    E a classe Gorshkov tem o preço unitário de RUB16 bilhões(USD$260 milhões),além de ser bem armada…

    General characteristics [3]
    Type: Frigate
    Displacement:
    Standard:4,500 tons
    Full: 5,400 tons[4]
    Length: up to 135 m (443 ft)
    Beam: 16 m (52 ft)[5]
    Draught: 4.5 m (15 ft)
    Propulsion:
    2 shaft CODAG;[6]
    2 10D49 cruise diesel engines 5,200 shp (3,900 kW);
    2 M90FR boost gas turbines 27,500 shp (20,500 kW);
    Total: 65,400 shp (48,800 kW)
    Speed: 29.5 knots (54.6 km/h; 33.9 mph)
    Range: 4,850 nmi (8,980 km; 5,580 mi) at 14 kn (26 km/h; 16 mph)
    Endurance: 30 days
    Complement: 210
    Sensors and
    processing systems:
    Air search radar(S): Furke-4 5P-27 main radar for Detection, tracking and targeting of air and surface targets,[7] Poliment 5P-20K 4 faced active phased array search, tracking and guidance/management radar [8][9]
    Surface search radar: Monolit 34K1 surface search, AShM and additional artillery targeting radar
    Main Artillery radar fire control system : Puma 5P-10
    Sonar: Zarya M sonar, Vinyetka towed array sonar
    Navigation: 3 × Pal-N radars
    Other: 2 × target illuminators aft superstructure for Palash CIWS
    Communications: Vigstar Centaurus-NM
    Electro-Optical Systems: 2 × MTK-201M and 2 × 5P-520
    Combat system: Sigma/Sigma 22350
    Electronic warfare
    & decoys:
    EW Suite: Prosvet-M
    Countermeasures:
    2 × PU KT-308
    8 × PU KT-216
    Armament:
    1 × 130mm Amethyst/Arsenal A-192M naval gun with rate of fire of 45 rds per minute [10]
    16 (2 × 8) UKSK VLS cells fitted with P-800 Oniks (SS-N-26) and/or Kalibr missile system (SS-N-27)
    32 (4 × 8) Redut VLS cells housing 9M96, 9M96M, 9M96D/9M96DM(M2) family of missiles and/or quad-packed 9M100 short range missiles
    2 × Palash CIWS
    2 × 4 330mm torpedo tubes for Paket-NK anti-torpedo/anti-submarine torpedoes
    2 × 14.5mm MTPU pedestal machine guns
    Aircraft carried: 1 × Ka-27 series helicopter
    Aviation facilities: Helipad and hangar for one helicopter

    https://en.wikipedia.org/wiki/Admiral_Gorshkov-class_frigate#/media/File:Admiral_Gorshkov-class_frigate.jpg

  8. Rafa_positron says:

    Mas esse projeto não é uma variação das Gorshkov ?

    Parece que os russos estão usando esses novos projetos de corveta pra inovar no design
    Estão se saindo bem até aqui
    Veremos nas futuras classe Leader

  9. Quando li sobre o armamento pensei que era uma corveta de quase 3 mil toneladas!

  10. Gripen BR says:

    800 toneladas e um tremendo poder de fogo. Um vaso de guerra e primeiro plano tem ter poder de fogo. Ter 6 mil toneladas e baixa capacidade ofenciva é desperdício de dinheiro. É criar um grande alvo sem capacidades reais e colocar uma grande tripulação de mãos atadas em um combate real.

  11. Bardini says:

    As corvetas Russas SEMPRE foram bem armadas… Quem se surpreende com isso aí, nunca parou pra pesquisar a história da Marinha daquele país.

  12. M. Silva says:

    Bichinho pequeno, mas bem armado!

shared on wplocker.com