Defesa & Geopolítica

O DIA QUE OS RUSSOS ESPIONARAM A BARREIRA DO INFERNO

Posted by

UM DESCONHECIDO EPISÓDIO DA GUERRA FRIA EM ÁGUAS POTIGUARES

Autor – Rostand Medeiros

Ouve um tempo em que Natal olhava para o céu e via interessantes rastros espiralados de fumaça branca, que às vezes marcava grandes extensões do firmamento. Era a época em que Natal ficou conhecida como “Capital Espacial do Brasil”, termo irradiado entusiasticamente pelas rádios locais para mostrar a importância do Centro de Lançamento de Foguetes da Barreira do Inferno, na época um local único no país.

Era a década de setenta do século passado, período em que nosso país vivia um período difícil, fechado e o mundo estava em plena Guerra Fria, se mantendo em permanente estado de tensão, sempre com o medo presente de uma hecatombe nuclear entre os americanos e os russos soviéticos. Este conflito ideológico era distante de nossa realidade e não dávamos a mínima atenção.

Mas houve um dia os soviéticos decidiram espionar a nossa Barreira do Inferno.

Natal – RN, 11/02/2011. Centro de Lancamento da Barreira do Inferno. Foto: Ichiro Guerra/PR.

Natal Soltando Foguetão

A história da implantação do Centro de Lançamento de Foguetes da Barreira do Inferno confunde-se com a história do inicio das atividades espaciais no Brasil.

A ideia de o Brasil galgar o espaço exterior tem início com o próprio desenvolvimento dos processos tecnológicos de lançamento de foguetes pelos países vencedores da Segunda Guerra Mundial. A ideia de ficar para trás neste novo desenvolvimento tecnológico não passava na cabeça de algumas pessoas inteligentes que havia em nosso país naquela época. Logo com a criação de instituições como o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 1950 e o surgimento do Centro Técnico de Aeronáutica, hoje o Centro Técnico Aeroespacial (CTA), como órgão científico e técnico do Ministério da Aeronáutica apontava para a necessidade do desenvolvimento de um projeto de programa espacial brasileiro.

Mas como bem sabemos, no governo brasileiro aqueles que têm ideias interessantes, têm proporcionalmente grandes dificuldades no desenvolvimento de seus projetos por conviverem com medíocres e carreiristas de plantão, que não sabem perceber no presente as necessidades do futuro.

Mas como também sempre ocorre no nosso país, só após termos visto que estrangeiros dão importância a uma determinada coisa, é que iniciamos as mesmas atividades.

Muitos artefatos disparados em cabo Canaveral, eram monitorados pela estação de Fernando de Noronha – Fonte – NASA

Em 1956 os Estados Unidos chamaram o governo brasileiro para participar como parceiro na criação  de uma estação de rastreio de veículos espaciais no Arquipélago de Fernando de Noronha. Ali deveriam acompanhar a trajetória dos artefatos lançados em Cabo Canaveral, na Flórida.

Vendo que não poderia deixar de participar do desenvolvimento aeroespacial que acontecia no mundo, o governo brasileiro decidiu construir uma base de lançamento de foguetes. A princípio foram escolhidos três locais no Nordeste para a sua instalação: Fernando de Noronha, Aracati (Ceará) e a região próxima a praia de Ponta Negra. Após uma análise, decidiu-se que Ponta Negra era o local ideal.

Em 05 de outubro de 1964 teve início a construção das primeiras edificações do centro de lançamento. Recordo de uma antiga reportagem de um jornal local, que até mesmo grupos de presidiários de bom comportamento foram utilizados na construção da estrada de acesso a base. Oficialmente a base foi primeiramente denominada Campo de Lançamento de Foguetes de Ponta Negra, mas depois receberia a denominação de Centro de Lançamento de Foguetes da Barreira do Inferno.

Esta era uma área pouco frequentada por pescadores, pela existência de uma grande falésia de arenito, muitas pedras e forte correnteza que não ajudava em nada a navegação das pequenas jangadas dos pescadores da vila de Ponta Negra.

Um recente lançamento na Barreira do Inferno

Em 15 de dezembro de 1965 ocorreu o primeiro lançamento de um foguete na Barreira do Inferno. Foi um foguete americano de dois estágios NIKE-APACHE, fruto de uma nova cooperação entre o Brasil e os Estados Unidos, com a participação de técnicos da NASA.

Logo um foguetório de fazer inveja em festa de São João era visto nos céus potiguares. Chegou um momento que de tão comuns, os rastros dos foguetes já nem chamavam mais a atenção das pessoas na cidade. De toda maneira o espetáculo enchia de orgulho o povo de nossa terra, sendo referência no Brasil. Até o grande sanfoneiro Luiz Gonzaga colocou na sua música “Nordeste prá frente“ o seguinte refão;

“Caruaru tem sua universidade

Campina Grande tem até televisão

Jaboatão fabrica jipe à vontade

lá de Natal já tá subindo foguetão…”

Participação Estrangeira

Por sua localização no Nordeste do Brasil, próximo a linha do Equador e suas instalações, a Barreira do Inferno começou a chamar a atenção dos centros de desenvolvimento espacial espalhados pelo mundo afora. Vários projetos internacionais foram firmados entre o nosso país, estados e centro de pesquisa estrangeira. A NASA e o Max Plank Institute, da então República Federal da Alemanha, se tornaram utilizadores habituais das instalações da Barreira do Inferno e seus cientistas eram clientes comuns do novo hotel dos Reis Magos, na praia do Meio.

Foguetes tipo Nike-Ajax, Nike-Cajun, Nike-Iroquois, Javelin, Aerobee e outros eram aqui lançados. De dezembro de 1965 a março de 1972 a Barreira do Inferno já havia disparado um total de 381 foguetes. O lançamento de número 382 estava previsto para ocorrer no dia 7 de março de 1972, onde um modelo Black Brant 5C, fabricado pela empresa canadense Bristol Aerospace e vendido para os alemães desenvolverem seus projetos de pesquisa espacial, subiria a partir da Barreira do Inferno.

Esta operação era parte do Projeto Aeros, onde o custo de 1 milhão de dólares do disparo era totalmente financiado pelo estado germânico e trazia algumas novidades em relação aos lançamentos anteriores. A sua carga útil de componentes eletrônicos de medição, pesando 98 quilos, seria recuperada a cerca de 145 milhas náuticas (268 km) de distância da base, o Black Brant 5C atingiria a altitude máxima de 230 km e após o fim de combustível cairia livremente até 4.500 metros de altitude, quando seria acionado seus paraquedas e a carga cairia tranquilamente no oceano. Essa carga seria recuperada com o trabalho conjunto de uma corveta do Grupamento Naval do Nordeste da Marinha do Brasil e dois helicópteros SAR da FAB – Força Aérea Brasileira. Até então eram normalmente eram disparados foguetes cuja área de recuperação de sua carga útil atingia em média de 40 milhas náuticas (74 km) e metade da altitude. Diante da situação a FAB e a Marinha criaram uma área de exclusão ao redor da Barreira do Inferno de 60 milhas náuticas (111 km), onde todo o tráfego aéreo e marítimo foi expressamente proibido por razões de segurança.

Durante a operação a corveta da Marinha ficaria permanentemente em alto mar e caberia também a sua tripulação a missão de informar a Barreira do Inferno, cinco horas antes do lançamento, as condições  do tempo, velocidade do vento, visibilidade e cobertura de nuvens. Ainda em relação a meteorologia o monitoramento também era realizado pelo então Centro Meteorológico do Instituto de Atividades Espaciais, com sede em São José dos Campos, São Paulo, que utilizava informações vindas do satélite ESSA-8. Todo este cuidado era importante, pois naquele início de março de 1972 estava ocorrendo algumas chuvas na costa potiguar.

O evento era coberto de extrema segurança e contava com a presença até do então Ministro da Aeronáutica, o brigadeiro Araripe Macedo, toda a cúpula da FAB, do setor técnico aeroespacial brasileiro e do pessoal diplomático e técnico alemão.

P-15 da FAB

Para manter a cobertura área segura a FAB disponibilizou duas aeronaves de patrulha Lockheed  P-15 Neptune, pertencentes ao Primeiro Esquadrão do Sétimo Grupo de Aviação (1º/7º GAv), o conhecido Esquadrão Orungan, sediado em Salvador, na Bahia.

E foram os membros deste esquadrão que localizaram em alto mar, às dez horas da manhã do dia 1 de março, um penetra no foguetório teuto-brasileiro.

O Intruso Vermelho

As aeronaves de patrulha da FAB eram equipadas com potentes radares de busca, podiam voar horas sobre o mar e segundo os jornais da época teriam detectado um forte sinal que aparentava ser de um navio de grande porte, agindo de maneira suspeita em águas territoriais brasileiras. Prontamente eles foram investigar.

Navio Cosmonauta Iuri Gagarin

Os tripulantes se depararam com um grande navio pintado em cor clara, equipado com enormes antenas parabólicas, navegando lentamente a cerca de 144 milhas náuticas (266 km) da costa de Natal. Os dados mostraram que o tal navio estava 56 milhas náuticas (103 km) dentro de águas territoriais brasileiras, em clara violação segundo as leis brasileiras.

Vale frisar que nesta época a União Soviética não reconhecia o mar territorial brasileiro como tendo 200 milhas náuticas. O decreto ampliando a nossa faixa marítima havia sido instituído apenas em 1970 e além dos soviéticos os arquivos do Itamaraty registram notas de protesto, ou de não reconhecimento, ou de reservas quanto ao ato unilateral de ampliação do mar territorial, vindos da Bélgica, Estados Unidos, Finlândia, França, Grécia, Japão, Noruega, Reino Unido, República Federal da Alemanha e Suécia.

Mas para os aviadores do P-15 Neptune, os soviéticos e seu grande navio estavam sim em nossas águas territoriais e, ou caiam fora, ou poderiam sofrer alguma consequência. E aquele não era um naviozinho qualquer, era o grande e recém-lançado navio soviético de monitoramento espacial Cosmonauta Iuri Gagarin.

Um verdadeiro monstro com 230 metros de comprimento, autonomia de 24.000 milhas náuticas (44.448 km) e uma tripulação de 180 pessoas, onde entre estes haviam os mais especializados técnicos de monitoramento e rastreamento eletrônico da extinta União Soviética. Em operação desde dezembro de 1971, a silhueta do navio Cosmonauta Iuri Gagarin se caracterizava pela existência de quatro grandes antenas parabólicas e elas serviam para monitorar tudo que fosse interessante e relativo a área espacial produzido pelos países ocidentais.

O Iuri Gagarin e sua inconfudível silhueta

Apesar de vivermos o período de extrema censura jornalística durante a ditadura militar brasileira, o interessante neste caso foi que os militares não negaram aos jornais praticamente nenhuma informação sobre a presença deste “intruso vermelho” em nossas águas. Desejavam mostrar que as nossas Forças Armadas estavam atentas a movimentação daquele barco carregado de alta tecnologia russa e em clara missão de espionagem tecnológica.

E não podemos negar que o pessoal do Esquadrão Orungan estava realizando corretamente seu trabalho. Segundo o então comandante da operação de lançamento do foguete Black Brant 5C, o coronel aviador Paulo Henrique Correia do Amarante, não havia dúvidas que o navio Cosmonauta Iuri Gagarin estava no mar territorial brasileiro para monitorar e rastrear o lançamento do foguete adquirido pelos alemães.

Ele afirmou que após a localização visual do navio, ocorreu uma primeira passagem para fotografias e depois os P-15 Neptune da FAB realizaram voos rasantes “raspando as antenas e o mastro do navio soviético”. A tripulação do Iuri Gagarin prontamente acelerou as máquinas e deslocou a nave para fora de nossas águas territoriais, em uma direção que o conduzia a região do Arquipélago de Fernando de Noronha. O coronel Paulo Henrique chegou mesmo a apresentar fotografias do navio espião à imprensa.

Foi divulgado que no dia 6 de março os P-15 Neptune retornaram a missão de buscas ao navio Cosmonauta Iuri Gagarin, em uma operação que durou mais de cinco horas, alcançando uma área de 900 milhas náuticas de patrulha, incluindo Fernando de Noronha. Foi utilizado constante busca por radar, foram levados cinegrafistas para registar a presença da nave, mas o grande navio não voltou a ser localizado.

Para os militares brasileiros o lançamento do foguete Black Brant 5C e a parceria teuto-brasileira não tinha nada de secreto. Tanto que as atividades na Barreira do Inferno eram amplamente divulgadas, até como forma de mostrar que o governo militar era atuante e tecnologicamente moderno. Deduziu-se que a presença do navio Cosmonauta Iuri Gagarin, violando as novas águas territoriais brasileiros e arriscando um possível problema diplomático, era um claro aviso aos alemães que os soviéticos estavam plenamente atentos as suas atividades aeroespaciais, ocorressem elas onde ocorressem.

Esta situação de bisbilhotagem eletrônica entre a extinta União Soviética e os países ocidentais eram ações mais do que corriqueiras durante a chamada Guerra Fria. Eles se xeretavam mutuamente na tentativa de descobrir os avanços tecnológicos dos inimigos e muitas vezes estas ações serviam para mostrar ao adversário que o outro lado estava atento e alerta.

Nós brasileiros é que não estávamos acostumados com este tipo de coisa.

E a Visita das Baleias

Serguei Mikhailov, o então embaixador soviético no Brasil na época negou qualquer declaração por parte daquela representação diplomática e não sei se o Itamaraty chegou a emitir alguma nota de desagravo. desconheço se o caso teve maiores desdobramentos diplomático.

Apesar de alguns atrasos devido à chuva, exatamente as 7h32m53s da manhã do dia 8 de março de 1972 o foguete Black Brant 5C foi lançado da Barreira do Inferno em direção ao sol.

O artefato alcançou 230 km de altitude e precisamente 10 minutos e 15 segundos após o lançamento a sua carga útil de equipamentos eletrônicos de medição tocou o Oceano Atlântico a 15 milhas náuticas (28 km) da corveta da Marinha. Já os P-15 Neptune da FAB localizaram visualmente a cápsula no mar e apoiaram a chegada do navio da marinha brasileira.

Os militares da FAB não avistaram o navio Cosmonauta Iuri Gagarin, mas informaram que foram visualizadas duas graciosas e grandes baleias próximas ao artefato aeroespacial. Consta que os cetáceos se mostraram completamente indiferentes com a presença humana no seu território, com as tolas diferenças ideológicas dos homens e com seus brinquedinhos tecnológicos.

Fontes : TOK de HISTÓRIA

58 Comments

  1. BrPergunta says:

    Ainda bem que temos a Internet nos dias de Hoje.
    Obrigado por compartilhar este noticia.
    Brasileiros[as] Tem de Estudar muito mais sobre sobre os Nossos sistemas de segurança interna e externa.

  2. RAFAEL says:

    Br Pergunta , o brasileiro não consegue nem ser educado ou até mesmo higiênico , joga lixo em qualquer lugar não consegue manter seu bairro limpo vai dar conta de estudar sistema de segurança? esse pais tá anos luz de ser um pais de ponta.

  3. Bueno says:

    legal , muito boa eta noticia. Uma boa historia que revela a importância dos P3ORION serem transferido para a marinha

  4. Relojoeiro says:

    O Brasil enfrentou a Russia para defender os interesses ianques em nosso territorio. Ironico que tds os paises da antiga URSS tem maior padrao de vida q o Brasil hoje. Ironico porque o Brasil escolheu ser aliado dos EUA e matar seu proprio povo durante o ultra totalitario regime militar.

    • JPC3 says:

      E Alemanha, França, Coréia do sul, Chile, Itália, e diversos outros como, são desenvolvidos sendo aliados dos EUA?

      • Farias says:

        Não é graças a parceria” com os USA que Alemanha, França e demais pises da Europa são desenvolvidos. Aliás eles até pioraram depois de subjugados pelos yankes.

      • JPC3 says:

        Como pioraram se estavam destruídos pela segunda guerra?

        A Alemanha nem existia mais em 1945. Hoje sua economia e 2,5 vezes maior que a russa, por exemplo.

        De qualquer forma o que eu quis dizer é que ser aliado dos EUA não impede o desenvolvimento de um país como o Brasil.
        Assim como não impediu outros.

        Na realidade, os maiores aliados deles começaram pobres e hoje são os mais ricos

      • Jose Luiz Esposito says:

        JPC3 , a economia russa é pouco maior que a metade do BRASIL , Capice ! Então te façao a pergunta ,como ele faz o que faz e nós não temos dinheiro para nada ? Penso que somos muito,muito ,muito ,mais roubados pelas nossas Castas da Republiqueta Corporativistas ,do que pensamos !!!

      • Zé Ninguém says:

        Tenha pudor e pare de MENTIR !!!… já ouviu falar do plano MARSHALL ???… claro que sim… mas mentir é seu mister, não é mesmo, comunista encubado…

      • Jose Luiz Esposito says:

        Meu amigo JPC3 ,primeiro tire o CHILE da relação ,depois o teu diagnóstico é tão Capenga e Cegueta quanto ao do Felipe e Relojoeiro ,a Alemanha ,França e Itália já tinham o Poderio ainda maior antes de serem ,como tu chamas de ** ALIADO ** dos EUA , já a Coréia foi preciso ajudá-la para o confrontamento com a do norte,Agora vamos a Itália ,ela ficou pior como o que tu chamas de Aliada dos EUA ,eles praticamente Impuseram um Plebiscito em 1946 ,para a escolha entre República e Monarquia ,a República venceu ,em um Plebiscito Corrompido e Fraudado pelos EUA ,com apoio da Esquerda italiana !

      • _RR_ says:

        Jose,

        Não sei se a Itália estaria tão melhor… As ambições de Mussolini custaram mais caro a Itália que qualquer outra coisa. A campanha contra os gregos que o diga… E o controle dos territórios além-mar era a ferro e fogo. Iria esfacelar-se mais dia ou menos dia…

        No mais, a Itália não estava preparada para um conflito daquela magnitude. Precisaria de mais um bom punhado de anos… As capacidades de combate das forças italianas era muito dispare… Se por um lado haviam formações de boa qualidade, como a Livorno, as forças convocadas eram instáveis…

        A perda de poder da Europa foi consequência direta da Segunda Guerra Mundial, que desarticulou a força de seus poderes coloniais e quebrou o delicado equilíbrio no continente… Com ou sem EUA, uma vez deflagrado o conflito mundial, a decadência era inevitável…

        Portanto, dizer que a Europa melhorou ou piorou por intervenção americana não me parece ter sentido, posto o conflito não ser responsabilidade americana… E já é impossível colocar isso visto ser impossível prever o rumo da Europa e do mundo caso não houvesse conflito ou fossem os europeus deixados a própria sorte… Talvez ( e digo apenas “talvez” ), a guerra fosse mais curta, caso Churchill não tivesse a “escora” americana para apoiar-se ( seria, em algum momento, obrigado a fazer a paz )…

        No que tange a americanos especificamente, o Plano Marshall que o diga… A única coisa que é certo nisso tudo é que se não fosse a “mão yanke”, estaríamos falando de uma Europa muito diferente hoje; e quase certamente mais pobre…

      • 1maluquinho 1maluquinho says:

        Usar a Italia ou quem sabe Portugal kkkkkk se estariam melhores kkkkk a unica saida que resta a Alemanha é bicar a comunidade Européia pro alto e se tornar BRICS ou vc acha que eles pagarão eterno tributo de guerra tendo o pais ocupado e ainda carregando a Europa nas costas. A pior situação é a da França por ter se tornado escudeira e fazer pressão com sanções não tera para onde correr e os EUA ficam do outro lado do oceano.

    • Brasileiro Sincero says:

      Quantos foram mortos pelo Regime Militar Brasileiro?
      Sua internet que hoje utiliza foi fruto dos Imperialistas do Norte da América ou pelos Bolcheviques ?
      Quantos dos ex integrantes dá URSS e do pacto de Varsóvia ainda o são comunistas?

      • Farias says:

        E eles vivem hoje melhor ou pior?

      • Brasileiro Sincero says:

        mais o regime deles agora em sua maioria são comunistas ainda?
        Eles se integraram a UE por quê?

      • Jose Luiz Esposito says:

        Primeiro a Rússia a mais dxe 200 anos é uma Potência Mundial ,depopis tem um sistema de Ensino Espetacular e uma Cultura avançadíssima ,depois o comunismo só domina ,com ditadura fortíssima mesmo ,não como as que os Comunistas acusam as nossas de Vargas ( Militares ) e dos ( Militares ),quem viveu as Duas aqui ,sabe que pareciam estar no Paraíso diante das Comunistas

    • Nicolas_RS says:

      Queria saber em que Regime Militar do Brasil matou o próprio povo ?

    • Jose Luiz Esposito says:

      Estavas indo tão bem em teu comentário até escolher em ser aliado ou lacaio dos EUA ,dai em diante escorregaste na Maionese ,só para que penses ,tire o Periodo Militar ,ou o encurte ,e coloque o Marasmo do BRASIL a partir de 1985 ,some os Desgovernos até hoje , Ladrão após Ladrão e em um Crescente ,sem planejamento nem para uma semana então faça a Projeção da Desgraça que seríamos ainda mais hoje ,Creio que nasceste ontem e te emprenhaste pelo ouvido !

  5. Filipe says:

    Observando um navio dessas dimensões, fico pensando quanto bilhões a URSS torrou na guerra fria.

  6. Filipe says:

    Quantos*

  7. felipe says:

    PODIA FALAR TAMBEM DA ESQUADRA NORTE AMERICANA QUE ESTAVA NA COSTA DO NORDESTE, NAO PARA NOS PROTEGE E SIM CASO O GOLPE DOS MILITARES NAO DESSE CERTO ELES IRIAM INVADI O BRASIL

    • Brasileiro Sincero says:

      Até poderia falar sobre a frota norte americana para este fim, mas lhe faço a pergunta no contexto do ano de 1972 onde o Regime já estava a plenos poderes, a Frota ficou 8 anos parada esperando o golpe militar dar certo?

      • Farias says:

        Ficou dando apoio para dissuadir uma contra revolução, apoiada pela União Soviétia.

      • Brasileiro Sincero says:

        Você gostaria de viver em um Regime Comunista? Migre para a Coreia do Norte , Cuba, Venezuela e aproveite a Internet lá, essa maldita obra capilista que você usa livremente em nosso país que graças a Deus não virou um país comunista…

      • Zé Ninguém says:

        BRAVO !!!…

    • JPC3 says:

      E graças a eles não somos uma Coréia do norte ou um Vietnam gigante

      Graças ao golpe não somos comunistas.

    • A Máquina Troll says:

      “felipe
      31 de março de 2017 at 18:23

      PODIA FALAR TAMBEM DA ESQUADRA NORTE AMERICANA QUE ESTAVA NA COSTA DO NORDESTE, NAO PARA NOS PROTEGE E SIM CASO O GOLPE DOS MILITARES NAO DESSE CERTO ELES IRIAM INVADI O BRASIL”

      https://www.youtube.com/watch?v=RVnf3Ap7guQ

    • A Máquina Troll says:

      “JPC3
      31 de março de 2017 at 21:29

      E graças a eles não somos uma Coréia do norte ou um Vietnam gigante

      Graças ao golpe não somos comunistas.”

      Os militares fizeram coisas boas aqui e ruins…é impossível algo ser totalmente ruim…de fato Jânio e Goulart tinham tendências comunistas e de fato houve neste pais movimentos marxistas radicais que tentaram insuflar/inflamar neste pais revoluções armadas para impor um regime comunista…aqui grupos guerrilheiros suportados pelos soviéticos não se criaram enquanto na Colômbia e no Peru desgraças como as farcs e o sendero luminoso mataram milhares de inocentes e até hoje fomentam o tráfico de drogas e a violência…União Soviética e Cuba aparelharam, financiaram e treinaram grupos de extrema esquerda e revolucionários pela América Latina toda…Coluna Prestes…Guerrilha do cerrado..Mas quando eu vejo um brazileiro falando que é melhor uma outra nação dominar o Brasil…DA VERGONHA!!!!!!…

      a Operação Brother Sam orquestrada pelos estadunidenses não foi pra salvar este pais do comunismo…eles não mobilizaram tudo aquilo que mobilizaram e gastaram milhões de dólares só pra nos salvar da ameaça comunista e sim nada mais que para apenas proteger os seus INTERESSES nesta republiqueta e na América do sul…por mais que eu seja contra o marxismo jamais apoiaria uma intervenção estrangeira em meu pais…a pertinência ou não da “revolução” de 64 pode ser discutida política e ideologicamente…porém usar FORÇAS ESTRANGEIRAS COMO RETAGUARDA para invadir o seu próprio pais pra mim ou qualquer patriota/nacionalista é uma coisa de TRAIDORES…um pais estrangeiro se mete em assuntos internos violando por completo nossa soberania e ainda tem gente que apoia naturalmente isto…pior que muitos desses mesmo pessoal se autodeclaram “nacionalista”…que nacionalismo é esse que apoia violação da soberania nacional!?..Parem de puxar saco de países estrangeiros e apoiem o Brasil!…

      o Brasil deveria ter se mantido dentro do grupo dos não alinhados…nem aos eua…nem a união soviética…O Brasil deveria ter seguido uma política externa independente e soberana mantendo relações com ambos os lados da Guerra Fria com vista de fortalecer os nossos interesses econômicos e políticos…deveríamos ter nos mantido como um país soberano e independente…

      já hoje o que vemos/testemunhamos é uma “revolução” de um bando de políticos vagabundos corruptos comprados pelos dólares dos eua, mais uma mídia venal e traidora, uma classe média facilmente manipulável e lideranças nas Forças Armadas doutrinadas pela Escola das Américas submetendo vergonhosamente a soberania do pais aos interesses de potência corsária estrangeira….todos os setores industriais nacionais inclusive de armamentos estão falindo ou sendo privatizados para estrangeiros…é uma vergonha uma das maiores nações do mundo ser facilmente dominada e controlada por empresas ou pais estrangeiro…enquanto formos quintal de estrangeiro não teremos a mínima chance de sermos um país protagonista no mundo…

      • Jose Luiz Esposito says:

        Perfeito TROLL ,a nossa sorte foi que PRESTES era um TREMENDO IMBECIL ,se os Comunistas tivessem um LIDER Capaz , talvez tivessem conseguido algo melhor ,mais PRESTES coitado ,o que dizer de um Homem que só conheceu uma Mulher próximo aos 40 anos ,o Curriculun deste sujeito assim mesmo é inflado pelos Comunas Idiotas como ele ,um exemplo ,Coluna Prestes ,a Coluna era chamada de Miguel Costa ,então os Comunas passaram a juntar o nome de Miguel Costa Prestes ,e depois de 1985 ,estes foram retirando o nome de Miguel Costa e só se referindo a Coluna Prestes . o Nome da Coluna era Miguel Costa e ponto !

      • A Máquina Troll says:

        “Jose Luiz Esposito
        1 de abril de 2017 at 10:25

        Perfeito TROLL”

        Obrigado amigo José Luiz Esposito….

      • 1maluquinho 1maluquinho says:

        kkkkkkk ate nisso se aperfeiçoaram José hoje tem o Lamarquinha photoshopado o subversivo que posa de defensor das forças armadas. Não passa de um embusteiro desequilibrado sem capacidade nenhuma. Pastel sem recheio.

      • Jose Luiz Esposito says:

        O IMPÉRIO DO BRASIL nos colocava como Líder e nunca como Liderado ,estudando a precepção é Clara como agua da Fonte cristalina ,após o Golpe da Republiqueta ,passamos a ser Reboque do Mundo completamente ,só começamos a tentar alguma coisa diferente a partir de 1930 já praticamente 1931 ,já que Vargas toma o poder em novembro de 30 ,depois com os Militares ,mas a partir de 1985 ,até os militares passaram a portarem-se como colonizados também .
        Tudo que já levantei do GOLPE da REPUBLIQUETA ,passei a ter certeza que lá também houve interferência de Fora ; hoje chamo a atenção de todos os Monarquistas que lutam pela Restauração do IMPÉRIO DO BRASIL , já que o nosso crescimento tem sido fantástico e geométrico ,uma pouco mais a frente os Entreguistas e Corporativistas ao sentirem-se ameaçado ,partirão para um Contra ataque vigoroso ,já em uma entrevista o Apátrida /Entreguista Aires Britto declarou ,mais a maior oposição virá dos EUA ,escrevam aí !!

      • A Máquina Troll says:

        “Jose Luiz Esposito
        1 de abril de 2017 at 11:03

        O IMPÉRIO DO BRASIL nos colocava como Líder e nunca como Liderado ,estudando a precepção é Clara como agua da Fonte cristalina ,após o Golpe da Republiqueta ,passamos a ser Reboque do Mundo completamente ,só começamos a tentar alguma coisa diferente a partir de 1930 já praticamente 1931 ,já que Vargas toma o poder em novembro de 30 ,depois com os Militares ,mas a partir de 1985 ,até os militares passaram a portarem-se como colonizados também .
        Tudo que já levantei do GOLPE da REPUBLIQUETA ,passei a ter certeza que lá também houve interferência de Fora ; hoje chamo a atenção de todos os Monarquistas que lutam pela Restauração do IMPÉRIO DO BRASIL , já que o nosso crescimento tem sido fantástico e geométrico”

        Amigo José Luiz Esposito…não resta duvidas de que o Brasil Império foi a época em que este pais mais teve em ordem e progresso…mas do que adianta reinstaurar a monarquia neste pais e por pra nos governar um Fulgencio Batista da vida?!…seria apenas trocar 6 por meia dúzia…no governo presidencialista se o cara não prestar…se o cara for uma desgraça nos podemos troca-lo…no governo monarquista não…o problema do Brasil é o brazileiro…é a mentalidade e a cultura…Um governo consiste no reflexo de seu Povo…Se há aqui um governo corrupto é porque o povo que o ELEGE é corrupto….não estou dizendo que sou contra o monarquismo neste pais mas que teria muito medo e receio de estar me enfiando em uma fria/desgraça pior…

      • 1maluquinho 1maluquinho says:

        Calma maquina não justifique com um povo que foi por decadas manipulado a interpretar como correto o que nos impunham.
        Hoje defender o interesse nacional,a soberania nacional e o interesse nacional é chamado por esses nazistinhas reacionarios e serviçais de externos,de comunismo.
        No Brasil so existiu verdadeiramente o patriotismo na Monarquia.
        Dentro das forças armadas Brasileiras tem muitos monarquistas.
        Ver uma potencia em ascenção ser rebaixada a republiqueta infestada de bandidos de todos os tipos em todas as facetas de nossa sociedade entristece o verdadeiro Brasileiro.

      • 1maluquinho 1maluquinho says:

        José a mesma ferramente que articulou a queda do imperio é a mesma ferramenta que articulava os disturbios de 2013 e a pouco o golpe parlamentar. É a mesma ferramenta que trai seu fantoche Temer.
        As intenções vãobemmais alem do que apenas um golpemilitar e sim fracionam sub-dividindo cada vez mais o Brasil para que aja a perda total do controle quejustifique intervenção externa.
        Se liga no papo,todas as opções estão sobre a mesa porque servem e sempre serviram a externos.
        Vieram nas naus Inglesas junto com a familia real e se incrustaram na colonia tomando cada vez mais controle e poder de dissuasão.

      • Jose Luiz Esposito says:

        Troll, não podemos comparar um homem formado desde menino ,estudando os problemas e os interesses da Nação ,com um Homem que se aposentou por perder um dedo mindinho da mão esquerda ,ou por Fulgencio Batista ,que mesmo assim entreguista e plenipotenciário da Máfia dos EUA,matou menos ,seu povo que o BarBICHA !!

      • 1maluquinho 1maluquinho says:

        Reboque do mundo não e sim oportunidade do mundo.
        Agora mesmo ao divulgarem a carne fraca consumidores Americanos correram para entrarem na justiça em grupo visando indenização e ressarcimentos.

      • JPC3 says:

        “”a Operação Brother Sam orquestrada pelos estadunidenses não foi pra salvar este pais do comunismo…eles não mobilizaram tudo aquilo que mobilizaram e gastaram milhões de dólares só pra nos salvar da ameaça comunista e sim nada mais que para apenas proteger os seus INTERESSES nesta republiqueta e na América do sul…por mais que eu seja contra o marxismo jamais apoiaria uma intervenção estrangeira em meu pais…a pertinência ou não da “revolução” de 64 pode ser discutida política e ideologicamente…porém usar FORÇAS ESTRANGEIRAS COMO RETAGUARDA para invadir o seu próprio pais pra mim ou qualquer patriota/nacionalista é uma coisa de TRAIDORES…um pais estrangeiro se mete em assuntos internos violando por completo nos””

        Não discordo!

        Mas uma das consequências do imperialismo americano foi expulsar o imperialismo soviético.

        Claro que cada um luta pelos seus interesses, os EUA não fizeram caridade.

      • 1maluquinho 1maluquinho says:

        O que eles fizeram foi comprarem militares Brasileiros. Dinheiro docofre publico Americano pagou General Brasileiro que deflagrou o golpe.
        Sempre otal do dinheiro né e sempre o comportamento prostituido de quem é constituido pra defender nossos interesses e acaba nos traindo.
        Ate quando isso ? Antes não tinhamos acesso a informações e muito menos podiamos fazer compárações e formarmos propria opinião.
        Hoje tudo isso mudou e mesmo que aperfeiçoassem a persuasão como aperfeiçoaram o Brasileiro nãoé mais babaca como antes. Aos que pensam que não temos fiéis comprometidos,um aviso,o tiro vaisair pela culatra ! Pra bom entendedor o pingo é letra.

      • A Máquina Troll says:

        “JPC3
        1 de abril de 2017 at 12:30

        Claro que cada um luta pelos seus interesses, os EUA não fizeram caridade.”

        então pare de ficar aqui fazendo apologia desta gente..de ficar defendendo os interesses deles porque eles estão se lixando pra vc e pra este pais..não querem e nunca quiseram nada de bom para este pais e sim apenas nos fazer de uma de suas colônias de exploração e reserva de mercado pra suas empresas……

      • Henrique says:

        Concordo com a Maquina Troll!!!

      • A Máquina Troll says:

        “Henrique
        1 de abril de 2017 at 18:47”

        Obrigado amigo Henrique…

    • Jose Luiz Esposito says:

      Felipe ,teu conhecimento esta ao Nível do Relojoeiro, deve ter conhecimento em áreas que não a História ,esta tal Esquadra ,nunca levantou de suas Bases ,nunca esteve a menos de dois mil quilometros das Aguas brasileiras , no dia 31 de março a noite acompanhava por ondas curtas o que acontecia ,ao Raiar do Sol ,os Comunas Cagões já estavam completamente dominados e sem reação alguma !!

  8. Wellington Góes says:

    Tai, história interessante, não sabia dela.

  9. SmokingSnake says:

    Os vermelhos sempre querendo sabotar o Brasil, a FAB tinha que ter afundado esses invasores.

    • Jose Luiz Esposito says:

      Somente os Vermelhos ,e os EUA e nossos Políticos ,os Piores Sabotadores ;teu Diagnóstico é Capenga e Cegueta !!!!

      • 1maluquinho 1maluquinho says:

        Correto José a traição e a prostituição nessa Republica de Ratazanas esta incrustada tanto na esquerda bandida quanto na direita escravagista serviçal de Yankes.

    • Adriano M. says:

      A FAB afundar um navio soviético?! Só em sonho…

    • A Máquina Troll says:

      “SmokingSnake
      1 de abril de 2017 at 9:59

      Os vermelhos sempre querendo sabotar o Brasil.”

      é verdade..eles sempre quiseram mas quem sempre acabou conseguindo foram os “azuis” né…rs…

  10. Jose Luiz Esposito says:

    URSS antes e hoje a Federação da Rússia ,salvam o mundo das Desgraças das Ações Imperialistas dos EUA ,caso contrário o mundo seria uma ENORME DESGRAÇA !!

    • 1maluquinho 1maluquinho says:

      Não se esqueça dos honalaveis pleçinhu justo comedores de cachorros amarelinhos os causadores de todo transtorno intolerante segregacional nazistinha

  11. 1maluquinho 1maluquinho says:

    Pena que a internet serve a propositos né e não encontramos nela nada a respeito do dia que lançamos foguete de alcantara enossa Marinha sofreu interferencia em seus instrumentos de monitoramento e quando chegamos onde o foguete deveria ter sido resgatado no mar e o mesmo continha importantes informações a nós nada foi encontrado porque chegaram primeiro e certamente um submarino levou o que era nosso.
    Oh parcial internet !

  12. _RR_ says:

    Bacaníssima a matéria. 🙂

    Parabéns ao PB!

    Tempos de glória do P-15 Neptune, a aeronave anti-submarino mais bela a voar…! .)

  13. Zé Ninguém says:

    Mas “nunca antes na história desse país” poderia se imaginar que os russo, tão bonzinhos e bem intencionados poderiam cogitar em dar uma olhadinha nas tecnologias tupiniquins… rsrsrssrsrssss… o que vai ter de russófilos contando os pulsos não vai estar no gibi… 🙂

  14. Paulo Moreira says:

    Matéria muito boa. Sou de Natal e não conhecia esse episódio. Valeu pelo texto!

shared on wplocker.com