Defesa & Geopolítica

Há 28 anos era Lançada a Polyus, protótipo russo de uma plataforma orbital de ataque.

Posted by

50_Sur_le_pas_de_tir_On_the_launch_pad_polyus2

A nave espacial Polyus, lançada no dia 15 de maio de 1987, foi um protótipo de plataforma orbital de ataque do governo russo. Lançada do Cosmódromo de Baikonur, no Casaquistão, seu objetivo seria o de destruir satélites SDI, do governo norte-americano, que também tinha a concepção de formar uma plataforma de defesa orbital. Na teoria, a Polyus usaria um laser de dióxido de carbono para destruir seus alvos. A nave possuía um bloco de carga funcional da nave espacial TKS para controlar sua órbita e que poderia disparar contra alvos de teste para demonstrar o sistema de controle de fogo.

tumblr_n31u8u8Ajh1swr3bvo1_1280

O projeto, no entanto, ficou no papel. No dia do seu lançamento, a Polyus não conseguiu atingir a órbita terrestre. De acordo com Yuri Kornilov, um dos encarregados da missão, pouco antes do lançamento da Polyus, o então presidente russo Mikhail Gorbachev visitou o Cosmódromo de Baikonur e proibiu expressamente os testes em órbita da nave. Kornilov afirma que Gorbachev estava preocupado com que a atividade russa para a criação de uma arma espacial fosse detectada por governos ocidentais, algo que iria contra as declarações anteriores da intenção pacífica da URSS.

polyusorthosetsmall

 

 

 

Fonte: seuhistory.com

14 Comments

  1. Pingback: Há 28 anos era Lançada a Polyus, protótipo russo de uma plataforma orbital de ataque. | DFNS.net em Português

  2. Gorbachev seu ESTRAGA PRAZERES!

  3. ,.E esse projeto está hj aperfeiçoado, funcional..junta/ c outros…Sds. 😉

  4. Mikhail Gorbachev, e lixo puro, não é a toa que até os russos que vivem no Brasil odeiam esse verme.

    • Não, lixo foi Yeltsin.
      O chamam de incompetente mas não de lixo!

      Esse programa era a resposta russa ao programa guerra nas estrelas.
      Politicamente foi resolvido, ou seja, Gorbachev tinha razão em não gastar dinheiro, de seu país QUEBRADO, com isso.
      Hoje este programa teria mais aceitação…

  5. helveciofilho says:

    (…) Mikhail Gorbachev visitou o Cosmódromo de Baikonur e proibiu expressamente os testes em órbita da nave. Kornilov afirma que Gorbachev estava preocupado com que a atividade russa para a criação de uma arma espacial fosse detectada por governos ocidentais, algo que iria contra as declarações anteriores da intenção pacífica da URSS. (…)
    .
    .
    Que sorte dos americanos ter um presidente como o Mikhail Gorbachev; este foi o cara que jogou uma pá de cal na URSS e que atrasou o desenvolvimento bélico dos soviéticos.
    .
    Com tudo isso, mesmo com a pá de cal, os russos hoje tem um formidável poder bélico … fico imaginando se eles não tivesse o fator Gorbachev, como seria ao poderio bélico russo … ou melhor , soviético. 😉

    • “”como seria ao poderio bélico russo … ou melhor , soviético.”””

      Provavelmente seria igual ou pior.
      Se esqueceu que a União soviética quebrou e sem dinheiro não dá para fazer nada?

    • “” fator Gorbachev””

      Fator comunismo seria o mais correto, ou fator incompetência ou o fator corrupção!

    • helveciofilho says:

      Pronto ! … lá vem a sabichona em tecnologia russa da década de 60 do século passado … pode ? .
      .
      .
      Hahahahah…

    • A URSS quebrou e Gorbachev não teve relação com a quebra.
      Ele não aumentou gastos, pelo contrário, diminuiu.

      E QUEBRADO não tinha condições para enviar tanques para o exterior para tentar controlar suas fronteiras. Acabou quer dizer acabou!

  6. Julio Brasileiro says:

    Imagino a capacidade operativa Russa hoje, muitos acreditam que problemas economicos limitam a inteligencia. Lógico que esse é um ponto de vista de derrotados e acovardados, por que a capacidade de um povo se mede é nas crises. Enquantos alguns povos, geralmente os que amam suas patrias, suas cidadanias e sua história, se tornam mais fortes e proeminentes nas crises, os destinados ao secundarismo, seguindo a lógica de povo capacho, transforma em derrotismo e conformismo. No Brasil, meu país, infelizmente são os desse tipo que criaram e fazem a manutenção da cultura.

  7. A Máquina Troll says:

    em vez de tentar atingir um pequeno satélite viajando a milhares de quilômetros e a milhares de quilômetros por hora com um laser terrestre ou míssil por que não simplesmente enviar outro satélite para atirar do espaço!?…os soviéticos exploraram a ideia de satélites assassinos armados durante os anos 1980….

    • As distâncias em órbita são muito maiores que as no planeta.
      Existe um problema de combustível!

      Sua idéia é inviável!

shared on wplocker.com