Menu
Seções
Fuzil PGM HECATE II para o Batalhão “Tonelero” da Marinha do Brasil
Brasil

Ivan Plavetz

Foi realizado no dia 22 de agosto, pelo Batalhão de Operações Especiais de Fuzileiros Navais (BtlOpEspFuzNav) – Batalhão “Tonelero”, o primeiro disparo para regulagem do fuzil antimaterial PGM HECATE II, arma de alta potência, calibre 12.7 x 99 mm (.50), fabricado pela empresa francesa PGM Précision. Esse modelo de armamento foi adquirido recentemente pelo Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil.

Na ocasião, a Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC) apresentava novos produtos desenvolvidos, entre eles, a munição especial .50 a ser utilizada por atiradores de precisão.

PGM HECATE II

A capacitação adquirida com a integração do HECATE II e das novas munições foram elevadas  às possibilidades nas atividades de CAÇADOR do BtlOpEspFuzNav, em função do alcance útil de 1.800 metros proporcionado pelo novo fuzil, e do poder de parada e perfuração dos projéteis  calibre .50.

Essa munição é capaz de penetrar em uma chapa de aço temperado com espessura de 22 milímetros se disparada a uma distância de 500 metros. Desta forma, o Batalhão Tonelero amplia a capacidade dos Comandos Anfíbios em cumprir missões de destruição e neutralização (antimaterial) de alvos relevantes como viaturas blindadas, aeronaves e instalações de interesse.

 

Fonte:Tecnologia & Defesa

"4" Comments
  1. Fora de serie, extraordinário, excepcional, MItsuian, Nahhon we meod besseder.

  2. Parabéns e td essas coisas, e espero q aumente o número de snaiprs da n MB/FN, uma bela arma…pena q os franco tenham de ser observados em cima..nunca iremos eskecer de 1982 e agr os BPN’s dos Russos…Td cuidado é pouco c os mesmos. Sds. 😉

  3. Eu não comemoraria tanto assim a aquisição desse fuzil… dêem uma olhada na lista de países que o utiliza: http://bit.ly/1xmRSNh

    Aqui também tem uma lista dos países que usam este equipamento tipo “Rafale”: Francês, propagado como do KCT, e parece que ninguém quer, por que até água na França é caro: http://bit.ly/1xmSKRR

    Por outro lado, façam pesquisas semelhantes pelos .50 mais modernos e comuns no mercado.

    Parece que essa foi a opção mais BARATA… que ninguém mais quis esta “sei lá o quê”!!! 🙁 Só comentando o que parece óbvio pra mim!

    Já esse aqui é outra história: http://bit.ly/1xmSDpp pelo visto o Brasil está na lista… embora eu não tivesse conhecimento disso!

    “o primeiro disparo para regulagem do fuzil antimaterial PGM HECATE II, arma de alta potência, calibre 12.7 x 99 mm (.50)” Isso é um FUZIL, não uma centrífuga ou motor de carro que é CALIBRADO e depois pode ser usado por qualquer um!!

    Cada fuzil é AJUSTADO de forma PERSONALIZADA pelo seu UTILIZADOR. É assim com qualquer pessoa que atue como SNIPER ou ATIRADOR DE ELITE. Sem contar que isso é IMPOSSÍVEL. Todos os ajustes necessários são feitos pelo Atirador e/ou Observador no momento do tiro, com observação de vento, umidade, clima, topografia, distância, posição do Sol, etc etc.

    Logo, essa “calibração” citada não faz nenhum sentido!

    Por fim, me parece uma coisa sem sentido que um país capaz de construir submarinos, inclusive nuclear, não consiga produzir um fuzil tão simples como esse aí!!! 🙁

    Enfim… mais um daquelas CONTRATOS POLÍTICOS PARA PROPAGANDA!

  4. Outras opções… algumas até mais baratas provavelmente:

    http://bit.ly/1rQAYUS RangeMaster

    http://bit.ly/1rQB3Yw AS50

    http://bit.ly/1rQB2DP Steyr 50 (com vídeo)

    http://bit.ly/1rQBbqT Serbu .50

    http://bit.ly/1rQBvG8 O que o Mark Wallberg usa no filme Sniper

    http://bit.ly/1rQBAK4 Sig .50

    Realmente há INÚMERAS opções a este ILUSTRE DESCONHECIDO francês! 🙁

Comentários estão fechados
*