Defesa & Geopolítica

Começam os testes de decolagem curtas e pousos verticais (STOVL) do Lockheed F-35B

Posted by
Lockheed F-35B Lightning II (BF-1) durante o primeiro teste STOVL (Foto: Lockheed Martin)

A aeronave de testes Lockheed F-35B Lightning II (BF-1) de decolagens curtas e pouso vertical (STOVL) iniciou os testes do sistema de propulsão para pousos verticais em voo pela primeira vez, informou a companhia norte americana através de um press release.

O F-35 comandado pelo piloto de testes STOVL, Graham Tomlinson, da BAE Systems, partiu às 13:53 horário local para seu voo a partir da Naval Air Station de Patuxent River, em Maryland, EUA, subindo para 5.000 pés onde foi acionado o eixo ‘LiftFan®’ do novo sistema de propulsão a 210 kts (463 km/h), e depois reduziu para 180 kts (333 km/h) com o sistema acionado, antes de acelerar novamente para 210 kts e retornar para o modo de voo convencional. O novo sistema de propulsão STOVL ficou acionado durante um período de 14 minutos durante o voo. Tomlinson pousou às 14:41 horário local.

Adicionais testes de voo STOVL verão se a aeronave poderá voar em velocidades menores antes de parar no ar e depois por último pousar verticalmente. A aeronave BF-1 possui um motor Pratt & Whitney F135, o mais potente motor já usado numa aeronave de caça, com o eixo da Rolls-Royce e sistema LiftFan®, o qual produz 41.000 libras de empuxo vertical.

O caça F-35B substituirá os caças AV-8B Harrier do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, os caças  de ataque F/A-18 Hornet e a aeronave de combate eletrônico EA-6B Prowler.

Fonte: Lockheed Martin – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

Fonte: Cavok

4 Comments

  1. Os Rússos ,demoraram , + apresentaram o novo Yak q faz Pouso e decolagem vertical…sem os problemas técnicos dos anteriores…e talvez melhor de f 35B, vamos ver.

    • Salve Carlos, o YAK-141 foi cancelado nos anos 90.
      Atualmente o único Vstol em desenvolvimento é mesmo o F-35B, e a julgar pelo andar da carruagem o YAK na pior das hipótese iria parar nas mãos de engenheiros chinêses, os únicos talvez, capazes de fazê-lo voar novamente.
      grande abraço
      E.M.Pinto

  2. Luiz says:

    Será que um “Free Style” (era esse o apelido do Yak – 141) não voltaria à voar também por mãos indianas?

    Enfim, o F-35 traduz o que é a 5ª geração hoje não é? Mas será que dá conta do T-50?
    Sem dúvida que por potência de motor o F-35 já bastante impressionante…
    Não tinha conhecimento sobre toda essa potência…

  3. Vou ter q reler essa materia outra x , valeu.

shared on wplocker.com